A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Junho de 2017

22/06/2011 20:00

Dnit apresenta na terça, estudo para recuperação da ponte sobre o rio Paraguai

Ítalo Milhomem

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) apresenta na próxima terça-feira (28) , o estudo jurídico que pode garantir a recuperação da ponte sobre o rio Paraguai, entre os municípios de Miranda e Corumbá, na BR-262.

A ponte foi danificada no início de maio, após um acidente envolvendo um comboio com 16 barcaças, que se chocou com uma das pilastras de sustentação da ponte. O custo estimado para obra de recuperação da ponte, é de R$ 14,2 milhões.

De acordo com o deputado federal Edson Girotto (PR), o estudo irá definir de quem será o ônus pelos reparos, já que mesmo sendo parte de uma rodovia federal, a ponte foi entregue para a administração do governo estadual em 1997.

“Existe uma questão jurídica que precisa ser resolvida. A ponte foi entregue ao Estado,mas atende a um fluxo internacional de veículos, a via é um corredor do

Mercosul”, destacou Giroto.

O parlamentar confessa que o governo federal demonstrou interesse em reassumir a administração da ponte, mas com isso, o governo estadual ficaria sem a recuperação dos recursos investidos com empréstimos para construção da ponte.

O deputado explica, que se isso ocorrer, o governo perde a ponte e ainda continuaria com o ônus da construção, então o governo estadual precisaria ser ressarcido pela administração federal.

A ponte foi financiada com US$ 13,4 milhões do Fonplata (Fundo Financeiro dos Países da Bacia do Prata), cotados em R$ 14,512 milhões em 31 de julho de 1997. Hoje, o custo para construção de ponte equivalente é de cerca de R$ 120 milhões.

Desde sua inauguração é cobrado pedágio pela travessia para que seja amortizada a dívida contraída com os empréstimos para sua construção. O valor cobrado é de R$ 5,50 por veículos leves , R$ 11 para veículos médios e R$ 22 para veículos considerados pesados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions