ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Dois dias após perder o marido para a covid-19 pastora também morre da doença

Rose e o marido Silvestre eram pastores da Igreja Deus de Israel de Chapadão do Sul

Por Adriano Fernandes | 25/09/2020 21:01
Rose e o marido Silvestre. (Foto: Jovem Sul News)
Rose e o marido Silvestre. (Foto: Jovem Sul News)

Dois dias após a morte do marido por covid-19, uma pastora da Igreja Deus de Israel de Chapadão do Sul, também morreu devido as complicações da doença, nesta sexta-feira (25), em Campo Grande.

A mulher, identificada apenas como pastora Rose estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital municipal de Chapadão, mas devido a uma piora em seu quadro clínico, precisou ser transferida para a Capital.

Rose precisava realizar hemodiálise, mas problemas na sua pressão arterial impossibilitaram a realização do procedimento. A pastora faleceu no começo desta noite (25), conforme o portal Jovem Sul News.

Rose é a 12ª morte causada pela covid-19 em Chapadão do Sul e seu corpo deve ser sepultado no cemitério do município.

Fatalidade - Na última quarta-feira (23) o esposo da pastora, Silvestre Aparecido da Silva, de 61 anos, que também era pastor da mesma igreja foi o 11º óbito causado pelo vírus na cidade. Os primeiros sintomas gripais de Silvestre começaram no dia 17 de setembro.

Dois dias depois ele foi internado em leito clínico do Hospital Municipal, onde permaneceu até a terça-feira (22), quando precisou ser transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) onde a sua esposa já estava internada. Silvestre tinha como comorbidades a hipertensão arterial e obesidade grau II.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário