A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

27/03/2017 22:47

Dois presos são encontrados mortos em celas nesta segunda-feira em MS

Nyelder Rodrigues

Dois presos foram encontrados mortos em suas celas nesta segunda-feira (27), em Dourados e Sete Quedas - cidades localizadas, respectivamente, a 233 e 471 km de Campo Grande. O primeiro caso aconteceu na PED (Presídio Estadual de Dourados) e foi registrado como homicídio doloso pela Polícia Civil.

No presídio, por volta das 16h30, foi encontrado durante a ronda dos agentes penitenciários no Raio II da PED, enforcado por uma corda, pendurado, um detendo. Logo depois ele foi identificado como Vantuir Gomes Pereira, de 49 anos.

Vantuir estava preso na cela 37, no solário da Galeria B do Raio II. A equipe da Polícia CIvil foi chamada até o local para os procedimentos de praxe. No boletim de ocorrência, o caso foi registrado como "homicídio doloso, se o crime é praticado em concurso de duas ou mais pessoas".

Porém, não há relato de quem seriam os autores do crime, como ele foi cometido, motivo, entre outros detalhes. O registro foi realizado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados. A reportagem tentou contato com o local durante esta noite, sem sucesso até o fechamento do texto.

Já em Sete Quedas, na hora do almoço, a morte aconteceu em uma cela da DP (Delegacia de Polícia Civil) local. Os presos do setor X2 passaram a gritar informando que um dos detidos ali tinha passado mal e parecia estar morto.

Logo o plantonista foi até o local e percebeu que Marciano Sanauria, de 54 anos, estava sentado no banheiro e morto. Segundo o registro policial, os presos afirmaram que a vítima se debateu e não demorou muito a parar de respirar e ficar pálido.

No peito de Marciano, havia uma grande mancha roxa, o que leva a crer que ele pode ter sido vítima de um infarto fulminante. Segundo o boletim, não havia informação sobre problemas de saúde do presos. Sendo assim, o caso foi registrado como morte a esclarecer e o corpo enviado para o IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Porã.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions