ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Dono de carga de maconha desafia polícia em redes sociais e é preso

Mesmo procurado, Thiago de Souza Lima postou que não seria preso porque gasta muito com advogados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 12/08/2021 16:35
Thiago de Souza Lima é conduzido por agente da Defron (Foto: Divulgação)
Thiago de Souza Lima é conduzido por agente da Defron (Foto: Divulgação)

Dono de depósito de areia onde foram encontradas 10 toneladas de maconha no dia 25 de maio deste ano foi preso hoje (12) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Thiago de Souza Lima estava com prisão decretada pela Justiça e foi localizado em rua movimentada do centro de Dourados por policiais da Defron (Delegacia Especializada de Fronteira).

Mesmo sabendo que estava sendo procurado pela polícia, Thiago ostentava nas redes sociais mostrando fotos bebendo em festas na fronteira com o Paraguai. Ele chegou a postar que jamais seria preso porque estava “gastando muito com advogados”.

O depósito de areia mantido por Thiago funcionava no residencial Bonanza, na margem da BR-463, saída de Dourados para Ponta Porã. Localizado em ponto estratégico para receber e despachar a droga, a empresa até fazia anúncio em redes sociais da venda de areia, mas servia mesmo de fachada para o comércio de drogas.

Após a apreensão, a Defron começou a investigar o proprietário e descobriu que Thiago de Souza Lima tinha envolvimento direto com o tráfico.

A polícia também descobriu que nos últimos meses ele apresentou “extraordinário aumento de patrimônio”, incompatível com as atividades da empresa, situação bastante comum na faixa de fronteira quando se trata de pessoas ligadas ao narcotráfico.

Diante das evidências, o delegado da Defron Rodolfo Dalto pediu a prisão preventiva de Thiago. O mandado foi expedido pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Dourados Luiz Alberto de Moura Filho no dia 7 de junho. Hoje ele foi preso e levado para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Além dele, já estavam presos Mateus Alencastro dos Anjos, Maycon Pablo Velonisqui da Silva, ambos com 19 anos, e Antonio Carlos Candelario Ximenes, 40, flagrados com droga no depósito de areia, em maio.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário