A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

31/01/2019 08:31

Dupla denunciou festa com menores para roubar carro de professor

Dois homens foram presos pelo SIG em Dourados; eles furtaram utilitário de professor que estava preso e ainda pediram dinheiro para devolver carro que já tinha sido levado para o Paraguai

Helio de Freitas, de Dourados
Daniel (à esquerda) e Nilton foram presos pelo SIG e indiciados por furto e extorsão (Foto: Divulgação)Daniel (à esquerda) e Nilton foram presos pelo SIG e indiciados por furto e extorsão (Foto: Divulgação)

Daniel Silva Siqueira, 22, e Nilton Cardoso dos Santos, 21, foram presos ontem (30) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, acusados de extorquir um professor universitário de 46 anos de idade para devolver o carro dele, que eles tinham roubado com a ajuda de uma adolescente.

O detalhe é que o veículo, um utilitário Mitsubishi ASX, já tinha sido vendido no Paraguai, mas a dupla não se contentou com o valor pago pelos receptadores do país vizinho e queriam mais dinheiro.

O furto do carro ocorreu no período em que o professor, identificado apenas como Audrin, estava preso por promover uma festa em sua casa com menores de idade consumindo bebida alcoólica.

A polícia também descobriu que foram Daniel, Nilton e a adolescente de 16 anos que denunciaram a festinha na casa do professor. Eles já imaginavam que ele seria preso e assim poderiam invadir a casa para furtar o carro.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, do SIG (Serviço de Investigações Gerais), da Polícia Civil, o furto do carro ocorreu no dia 24 deste mês, um dia após o professor e outros dois organizadores da festa terem sido presos na casa do docente, localizada no bairro Santa Fé. Joias que estavam dentro do veículo também foram levadas.

Ao analisar as imagens das câmeras de segurança e relatos de testemunhas, o SIG descobriu que autores do furto foram Daniel Silva Siqueira e Nilton Cardoso dos Santos com ajuda da menor de 16 anos.

“As investigações demonstraram que os autores levaram o automóvel para o Paraguai ainda no dia 24. Na manhã de terça-feira (29) a vítima contatou o SIG e relatou que indivíduos estavam lhe pedindo dinheiro para devolver o bem”, contou o delegado.

Com o crime de extorsão confirmado, os policiais saíram em busca dos suspeitos e na tarde de ontem prenderam a dupla.

Os dois foram autuados em flagrante por extorsão, já que exigiam dinheiro para devolver o carro, e indiciados por “furto qualificado por rompimento de obstáculo e concurso de agentes”, além de corrupção de menor.

Levada à delegacia para depoimento, a adolescente confirmou participação no furto do carro e que Daniel e Nilton levaram o Mitsubishi para vender no Paraguai.

“Concluiu-se que a menor, Nilton e Daniel planejaram o furto à residência. Para conseguir êxito no crime, e sabendo que havia menores na festa realizada na casa da vítima, Nilton teria acionado a Polícia Militar e informado o fato”, contou o delegado.

Segundo Rodolfo Daltro, o furto demonstrou extrema inteligência dos autores, pois denunciaram a festa na certeza que o professor seria preso e dessa forma ficaria mais fácil entrar na casa.

“Já a extorsão aclarou a audácia de Nilton e Daniel, que não satisfeitos com o dinheiro que obtiveram com a venda do automóvel no Paraguai planejaram extorquir a vítima, dizendo que se um valor não fosse pago ela não teria o carro de volta”, avaliou o policial.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions