A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

08/08/2018 21:22

Dupla que matou carteiro "por engano" é condenada a 44 anos de prisão

Adriano Fernandes
Sessão de julgamento desta quarta-feira (08). (Foto: JP News) Sessão de julgamento desta quarta-feira (08). (Foto: JP News)

Chega a 44 anos, somada as duas penas de Matheus Campos da Silva, de 19 anos e Michael Alves Martins (20), acusados de terem matado matado a tiros, o carteiro Alfredo Avelino de Souza, de 29 anos, em janeiro do ano passado.

A dupla foi levada a júri nesta quarta-feira (08) em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande. A vítima foi morta por engano e na época do crime, Matheus afirmou ter agido a mando da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Ele, que pilotava a moto usada no crime, foi condenado a 16 anos e seis meses de prisão em regime fechado. Michael, que já responde por mais dois homicídios, e que deu os tiros, foi condenado a 28 anos de reclusão, também em regime fechado, conforme o JP News.

O crime

Alfredo foi morto na tarde do dia 5 de janeiro de 2017, por dois homens que se aproximaram e dispararam várias vezes contra a vítima, no bairro Jardim das Oliveiras. Os tiros atingiram a cabeça e barriga de Alfredo que morreu no local do crime.

Matheus foi preso cinco dias depois quando consumia dorgas em uma casa invadida na companhia de Thiago Magalhães dos Santos, de 22 anos, Adilson Sampaio Vieira, de 29 anos, e uma adolescente de 15 anos. Thiago e Adilson estavam evadidos do semiaberto de Três Lagoas.

À polícia, o jovem confessou o crime e alegou ter matato a pessoas errada, pois o alvo seria o irmão de Alfredo, identificado como Everson. O motivo seria a ligação com facção rival.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions