ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 29º

Interior

“Ele fez o último plantão onde amava trabalhar”, diz viúva de médico

Antonio Monteiro morreu ontem aos 59 anos de idade, vítima da covid-19; colegas e familiares fizeram homenagem na hora do enterro

Por Helio de Freitas, de Dourados | 10/07/2020 12:27
Sueli Monteiro, viúva de Antonio Carlos Monteiro, e um dos filhos do médico (Foto: Reprodução)
Sueli Monteiro, viúva de Antonio Carlos Monteiro, e um dos filhos do médico (Foto: Reprodução)

Profissionais de saúde e familiares do médico Antonio Carlos Monteiro fizeram nesta sexta-feira (10) homenagem ao profissional de saúde morto ontem vítima da covid-19 em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Usando jalecos brancos, trabalhadores da saúde foram até o cemitério para a última despedida do pneumologista que se infectou na linha de frente da luta contra o coronavírus e morreu depois de 11 dias na UTI do Hospital Evangélico. As pessoas também soltaram balões brancos.

“Ao doutor Monteiro a nossa gratidão por todo o trabalho que desenvolveu em Dourados. Que Deus abençoe cada um dos profissionais de saúde. Vamos nos cuidar!”, afirmou a presidente da Associação Amigos da Vida, Helena Izidoro.

O enterro foi acompanhado pela mulher do médico Sueli Clemencia Batista Monteiro e pelos filhos de Antonio Monteiro.

“Ele amava trabalhar lá [Hospital Evangélico] e lá foi o último plantão dele”, afirmou Sueli. “Ele falou que ia fazer plantão de 24 horas. Depois de 12 horas, passou mal, não conseguiu terminar”.

Sueli falou também do drama de não poder acompanhar o marido no leito de hospital e disse que ela e a filha, futura médica, também se infectaram com o virus, mas estão recuperadas.

Veja o vídeo com depoimento da viúva do médico e a homenagem dos profissionais de saúde:

Dourados tem 42 mortes provocadas pelo novo coronavírus, sendo três médicos. Nesta sexta-feira, o comitê local de enfrentamento à covid-19 informou que o município chegou a 3.280 casos positivos da doença. Nas últimas 24 horas foram 60 novos casos e 229 descartados. Nos últimos dias, apesar do aumento das mortes, o número de casos novos desacelerou na cidade, que foi epicentro da doença em junho.

Conforme o comitê local, 2.016 infectados já estão recuperados. De ontem para hoje foram 127 pacientes considerados já curados. A cidade tem 1.222 casos ativos, sendo 1.194 em isolamento domiciliar e 28 internados - 15 em leitos de enfermaria e 13 em leitos de UTI.

Outros 16 moradores de cidades da região ocupam leitos em Dourados, sendo 11 em UTI. Outras 43 pessoas estão internadas atualmente com síndromes respiratórias, consideradas suspeitas de covid-19.

Profissionais de saúde acompanharam enterro de longe (Foto: Reprodução)
Profissionais de saúde acompanharam enterro de longe (Foto: Reprodução)