ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Em casa de homem preso com armas e munição, polícia resgata papagaio maltratado

Apreensões resultaram de abordagem a veículo onde cartuchos de munições .36 foram encontrados; armas estavam em residência

Por Liniker Ribeiro e Eduarda Victória | 28/09/2020 16:19
Papagaio encontrado sem água, comida e preso em gaiola; ave estava na residência onde armas e munições foram apreendidas (Foto: Divulgação/PMA)
Papagaio encontrado sem água, comida e preso em gaiola; ave estava na residência onde armas e munições foram apreendidas (Foto: Divulgação/PMA)

Quatro armas, além de uma espingarda de pressão, revólver de brinquedo e munições, foram apreendidas em residência do município de Costa Rica, a 305 quilômetros da Capital. O flagrante aconteceu após equipe policial abordar veículo e encontrar cartuchos com munições calibre .36 dentro do carro. A ocorrência também resultou no resgate de papagaio encontrado em gaiola, e com sinais de maus-tratos, e multa de R$ 5,5 mil por criação ilegal.

Conforme boletim de ocorrência, condutor de um veículo modelo Volkswagem Gol foi abordado após suspeitas de adulteração das placas e, durante checagem, foram encontrados três cartuchos de revólveres calibre 036, intactos.

Inicialmente, motorista e passageiro negaram posse do ilícito, porém, ao chegar à delegacia, um deles assumiu ser o responsável pelos cartuchos. O homem também chegou a dizer que teria vendido a arma mencionada, mas depois acabou indicando onde ela estava. No endereço, foram encontradas uma arma calibre .36, três armas adaptadas calibre .22, uma espingarda de pressão, uma pistola de brinquedo e 72 munições calibre .22 intactas.

Ave apreendida – Na mesma ocasião, a PMA (Polícia Militar Ambiental) do município atuou uma mulher, de 51 anos, por criar um papagaio em cativeiro sem permissão do órgão ambiental responsável. Como a ave foi encontrada preso em giola, sem água e comida, a moradora também foi autuada por maus-tratos.

Segundo a PMA, policiais civis que realizavam a apreensão de armas na residência encontraram o animal silvestre. O papagaio apresentava manchas de óleo pelo corpo.

O homem que esta na casa garantiu que o animal era de sua mãe, mas que ela não estaria na residência. Nesta segunda-feira (28), policias militares ambientais retornaram ao local e autuaram a mulher.

 A moradora foi multada em R$ 5.000 pela criação ilegal e em mais R$ 500,00 pelos maus-tratos. Ela foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica, e responderá por Crime Ambiental.

A ave será enviado para ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) em Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário