ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Em meio à pandemia, Corumbá vai receber 750 repatriados da Bolívia até sábado

Cerca de 13 ônibus de empresa boliviana foram colocados à disposição dos brasileiros

Por Adriano Fernandes | 01/04/2020 23:24
Posto de fiscalização na fronteira entre Corumbá e Bolívia. (Foto: Diário Corumbaense)
Posto de fiscalização na fronteira entre Corumbá e Bolívia. (Foto: Diário Corumbaense)

Até o próximo sábado (04) Corumbá, cidade a 419 quilômetros da Capital vai receber 750 brasileiros que viviam na Bolívia e que serão repatriados ao Brasil, devido ao surto do coronavírus no país vizinho.

O desembarque do brasileiros, que são em grande maioria estudantes de medicina, será na ponte da Amizade, na divisa entre as cidades bolivianas de Puerto Quijarro e Puerto Suárez e Corumbá, do lado do Brasil, e acontece a pedido dos próprios repatriados.

Ainda conforme o jornal Diário Corumbaense, uma ação do Consulado do Brasil, em Santa Cruz de La Sierra e autoridades do país vizinho, deve escoltar os brasileiros até os locais de embarques na cidade, de onde seguirão viagem em ônibus até Corumbá.

Cerca de 13 ônibus de empresa boliviana foram colocados à disposição dos brasileiros, que terão de pagar as suas passagens. A viagem estava programada para esta quarta-feira (1), mas o Consulado emitiu nota em sua rede social, informando que o primeiro grupo, com cerca de 517 pessoas, só vai sair nesta quinta-feira (2) com chegada na fronteira de Corumbá na sexta-feira (03).

O outro grupo de brasileiros sairá na sexta-feira (03) e deve chegar a fronteira no sábado (04). De acordo com o diretor-presidente da Agetrat (Agência Municipal de Trânsito) Alexandre Vasconcellos a maioria dos brasileiros deve desembarcar e logo embarcar em ônibus fretados com destino às suas cidades.

“Não será permitido que eles desembarquem e saiam sem nenhum tipo de triagem. Estaremos lá, junto com a equipe de Vigilância Sanitária para que isso não aconteça”, explicou Alexandre. O embarque e desembarque de coletivos em Corumbá também está suspenso conforme decreto municipal.

No entanto, os brasileiros que queiram permanecer na cidade ou que são naturais de Corumbá, devem passar por protocolos médicos e obedecer a ordem de isolamento social, já que estão vindo de uma área onde há casos confirmados e morte de pessoas pelo coronavírus.