ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 

Interior

Em perseguição, policiais atiram em pneu de carro e motorista bêbado é preso

Dentro do carro foi encontrado quatro latas de cervejas vazias, o autor foi algemado e levado para delegacia

Por Alana Portela | 17/02/2021 07:31
Motorista algemado no chão, ao lado do carro usado para fugir (Foto: Alfredo Neto/ JPNews)
Motorista algemado no chão, ao lado do carro usado para fugir (Foto: Alfredo Neto/ JPNews)

Embriagado, um motorista de 24 anos foi preso durante perseguição policial. O caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira (17), em Três Lagoas, 338 quilômetros de Campo Grande.

O condutor estava dirigindo um Ford Ka, quando avistou a viatura policial e ao fazer uma conversão, realizou uma manobra brusca, fugindo em alta velocidade. Devido a ação suspeita do motorista, a equipe Polícia Militar deu início a perseguição.

Os militares emitiram sinal de parada, contudo, o motorista se recusou parar o veículo. Para não ser pego, o condutor desrespeitou a sinalização da via, subiu na calçada e avançou um sinal vermelho do semáforo. Durante a fuga, o jovem até desligou os faróis do carro.

Uma equipe da Getan (Grupo Especial Tático Motorizado) também foi acionada para prestar apoio a viatura. Durante a fuga, o condutor se deparou com uma guarnição no bairro Guanabara, onde recebeu ordem de parada.

Resistente, o autor desobedeceu a ordem e avançou com o veículo contra os policiais, que revidaram com um disparo de arma de fogo no pneu do carro do motorista. Após a ação, o autor desceu do carro apresentando sinais visíveis de embriaguez, com olhos vermelhos e caminhando com dificuldade, além do cheiro de bebida.

Durante a vistoria, os policiais encontrarem dentro do veículo quatro latas de cerveja vazias. O motorista foi submetido ao teste do bafômetro, que constatou embriaguez. O autor foi detido, algemado e levado para Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas, onde o caso foi registrado.

O carro foi apreendido e levado para o pátio do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), da cidade. O motorista responderá pelos crimes de conduzir veículo motor com capacidade psicomotora alterada e trafegar em velocidade incompatível com a segurança da via.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário