A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

07/10/2015 22:00

Em Ponta Porã, carteiros param amanhã para protestar contra assédio moral

Flávio Paes

Para cobrar melhores condições de trabalho e protestar contra o que definem como assédio moral, carteiros do Centro de Distribuição Domiciliária de Ponta Porã realizam nesta quarta, uma paralisação de 24 horas contra o que consideram assédio moral e por melhores condições de trabalho. Os funcionários reclamam da sobrecarga de trabalho, efetivo de trabalhadores insuficiente e forma de tratamento abusiva.

A presidente do Sintect-MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Mato Grosso do Sul), Elaine Oliveira denuncia à intransigência da chefia local em negociar as demandas dos funcionários de Ponta Porã por melhores condições de trabalho e revisão da forma de tratamento. “Os carteiros estão revoltados com a forma de tratamento que recebem e o sindicato já acionou a assessoria jurídica para elaborar a ação judicial por assédio moral”, afirma.
Assédio Moral - O assédio moral se configura na exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras - repetitivas e prolongadas - durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions