A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/08/2016 22:16

Empresa é multada em R$ 195,4 mil por manter gado em área de preservação

Nyelder Rodrigues
Área em que foram constatadas as irregularidades (Foto: Divulgação PMA)Área em que foram constatadas as irregularidades (Foto: Divulgação PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) multou em R$ 195,4 mil uma empresa em Coronel Sapucaia - município localizado a 400 km de Campo Grande - após constatarem degradações em áreas protegidas por lei dentro da fazenda pertencente a ela. O caso foi flagrado durante fiscalização em várias propriedades, nesta terça-feira (9).

Ao chegarem ao local, os policiais verificaram que ali havia a criação de gado em 39 hectares de áreas de preservação permanente de nascentes e matas ciliares do rio Amambai, que não eram cercadas.

Devido ao pisoteio do gado e a falta de conservação do solo na propriedade, foram encontrados vários pontos de erosões que causavam assoreamento do rio e nascentes. Segundo a PMA, na região afetada se encontra a principal nascente do rio Amambai, que foi degradada.

Diante da situação, as atividades de pecuária foram paralisadas no local. A empresa proprietária da fazenda, com domicílio jurídico em Caçador (SC), foi autuada administrativamente por danificar mata ciliar e nascentes e por erosões.

O gado foi apreendido e ficou sob fiel depositário da empresa infratora, a qual foi notificada a removê-lo do local e a cercar as áreas protegidas. O responsável pela fazenda foi notificado também a criar um Plano de Recuperação da Área Degradada junto ao órgão ambiental responsável.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions