ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
DEZEMBRO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 34º

Interior

"Era um sonho que ela realizou", diz pai de fã morta em show de Taylor Swift

José Weiny Machado concedeu breve coletiva à imprensa na noite desta segunda-feira (20)

Por Gustavo Bonotto e Sidney Assis, de Sonora | 20/11/2023 23:24

Em coletiva à imprensa antes do velório da jovem Ana Clara Benevides, que morreu durante o show da cantora norte-americana Taylor Swift, no Rio de Janeiro (RJ), José Weiny Machado, 53 anos, disse que a ida até a cidade carioca foi "a pior das viagens" que ele fez em vida.

Na Câmara Municipal de Sonora, a 362 quilômetros de Campo Grande, o pai da jovem sul-mato-grossense relatou que a filha única estava feliz antes do ocorrido. "Buscando entender toda a situação ainda. Ela estava tão empenhada em ir. Isso deixa bem claro o amor dela [pela Taylor]. Era um sonho que ela realizou, mas terminou de forma trágica".

Brevemente, José afirmou que Ana Clara será lembrada pelas memórias alegres. "Fizemos de tudo para que ela realizasse esse sonho, e aconteceu essa fatalidade, infelizmente. Ela morreu feliz e fazendo o que queria".

Sobre o apoio recebido pela central de fãs da cantora e a repercussão do caso, o pai de Ana Clara disse que não esperava. "Isso mexeu bastante comigo. Agora, a gente tenta buscar justificativas. Me penalizei quando descobri, mas agora entendo que ela tinha uma missão. Não víamos tristeza nela, era uma pessoa do bem, que ajudava como podia e trabalhava com crianças. Crianças não mentem".

Por fim, José destacou que aguarda pelos exames finais para descobrir a causa da morte. "Ela realizou um sonho, deve estar bem e feliz onde estiver. Vamos lembrar dela para sempre".

Familiares e amigos se agrupam na entrada da Câmara Municipal de Sonora. (Foto: Sidney Assis)
Familiares e amigos se agrupam na entrada da Câmara Municipal de Sonora. (Foto: Sidney Assis)

Despedida - Mais cedo, a reportagem acompanhou a chegada de amigos ao velório de Ana Clara. Muitos optaram por não conversar com a reportagem. Todo o perímetro da Câmara Municipal foi bloqueado para evitar a circulação de pessoas.

"Não estamos bem, é um momento de comoção e tristeza para toda a cidade", disse Valtedon Martins de Novais, diretor adjunto da Escola Estadual Comandante Maurício Coutinho Dutra, onde a jovem estudou durante toda a adolescência.

Receba as principais notícias pelo celular. Clique aqui para entrar no canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias