A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

10/03/2015 09:43

Estado e município discutem fim de intervenção na Santa Casa

Liana Feitosa
Representantes se reuniram na tarde desta segunda-feira (9), em Corumbá. (Foto: Renê Márcio Carneiro/ Prefeitura de Corumbá)Representantes se reuniram na tarde desta segunda-feira (9), em Corumbá. (Foto: Renê Márcio Carneiro/ Prefeitura de Corumbá)

O secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Nelson Barbosa Tavares, e o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), cidade a 419 quilômetros de Campo Grande, se reuniram na tarde desta segunda-feira (9) para discutir como ficará a situação da Santa Casa de Corumbá depois que o prazo de intervenção no hospital se encerrar, em maio deste ano.

"A intervenção no hospital se encerra agora, em maio, e já estamos tratando desse assunto com o secretário Nelson Tavares visando o estabelecimento de uma forte parceria para que tenhamos um hospital em condições de prestar um excelente serviço para a população", afirmou o prefeito.

Intervenção - Desde maio de 2010 o hospital é administrado por uma junta interventora. Antes, era administrado pela Associação Beneficente Corumbaense. Acordo judicial firmado passou a gerência do hospital à Junta Interventora. O acordo estabeleceu, inclusive, valores de repasses financeiros por parte do Estado e dos municípios de Corumbá e Ladário.

“Esta intervenção vem sendo prorrogada e, agora, o prazo final será em maio. A nossa intenção é dar total transparência ao processo, inclusive sobre as dificuldades financeiras do hospital, e trabalhar para que tenhamos aqui serviços de alta complexidade, que hoje não dispomos”, explicou Duarte.

O hospital é o único da região que atende, também, a população de Ladário e de cidades vizinhas, na Bolívia, como Puerto Suárez e Puerto Quijarro.

Estado - Para o secretário Nelson Tavares, as responsabilidades sobre o hospital precisam ser divididas. “Nós somos parceiros. O município sempre tem sido o responsável pela saúde, e isto não é justo. O Estado tem que estar junto”, enfatizou.

Segundo o prefeito, o encontro com Tavares foi altamente positivo e indica entrosamento com a administração do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). “Temos que trabalhar juntos, buscar parcerias e é isso que estamos fazendo, trabalhando pelo fortalecimento da saúde e da segurança na nossa região, que são prioridades no meu governo e também do governador”, reforçou.

O assessor regional da Casa Civil do Governo do Estado, Gerson Prata, acompanhou a reunião. Como representante da região pantaneira, informou que questões relacionadas à segurança pública já estão sendo tratadas, inclusive com reforço de contingente e melhoria da estrutura física para combater a criminalidade na região de fronteira.

STF derruba liminares que impediam demarcação de terras indígenas em MS
O STF (Supremo Tribunal Federal) cancelou liminares que suspendiam a homologação de terras indígenas em Paranhos, a 469 quilômetros de Campo Grande. ...
Vítima morre na Santa Casa da Capital 25 dias após ser atropelada
Um idoso de 64 anos morreu após atropelado por um trator em um assentamento de São Gabriel do Oeste – 140 quilômetros de Campo Grande. Ariovaldo Mari...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions