A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/01/2016 22:11

Estado tem 28 municípios em situação de emergência e 2 na "fila" de espera

Flávio Paes
Ponte móvel foi instalada pelo Exército garantindo ligação entre Aquidauana e Anastácio (Foto:Facebook Wilson de Carvalho)Ponte móvel foi instalada pelo Exército garantindo ligação entre Aquidauana e Anastácio (Foto:Facebook Wilson de Carvalho)
Em Aquidauana, rua de acesso à ponte nova quase coberta pela água (Foto:Facebook Wilson de Carvalho)Em Aquidauana, rua de acesso à ponte nova quase coberta pela água (Foto:Facebook Wilson de Carvalho)

Levantamento divulgado nesta quinta-feira (14) pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil mostra que 28 municípios de Mato Grosso do Sul já decretaram situação de emergência em função dos estragos provocados pelas chuvas dos últimos 40 dias. Aquidauana e Jateí devem ser os dois próximos municípios a entrarem nesta lista.

Em Aquidauana, o Exército instalou uma ponte móvel para garantir a travessia sobre a ponte velha, onde a elevação do nível do rio ameaçava a ligação com Anastácio. Com o nível atingindo 9,24 metros, a água já cobre parte da ponte nova e a rua de acesso, Teodoro Rondon.

Há 150 famílias fora de casa em quatro municípios dos municípios da região: Aquidauana, Miranda e Dois Irmãos do Buriti. Foram levadas para escolas ou estão com parentes.

No município de Ivinhema, no sul do Estado, o promotor Daniel do Nascimento Britto recomendou ao prefeito que não destine recursos para custear o Carnaval. Na cidade a enxurrada interditou ruas, abriu erosões, exigindo investimento de R$ 7 milhões em obras de recuperação dos estragos. 

Em Naviraí 26 famílias tiveram que deixar suas casas depois da Defesa Civil ter condenado os imóveis por causa de uma erosão. Levantamento feito pela Prefeitura identificou  regiões totalmente isoladas por causa de desmoronamento de aterros e voçorocas surgidas em vários locais. Atualmente equipes trabalham na recuperação de três estradas da zona rural que estão recuperadas interrompidas, sendo elas a do Juncal, a da Balsinha e a do Caiuá.

No perímetro urbano, os maiores danos ocorreram na região da Vila Alta, onde uma cratera aberta pela chuva divide o bairro ao meio. Dali foram retiradas 14 famílias; outras 12, da Rua Shakespeare – todas em condições de risco. Foram contratados serviços de asfaltamento e drenagem onde estão sendo construídos 800 apartamentos próximos à Vila Alta.

Estão sendo realizados trabalhos de reconstrução da Avenida Amambai, e as ruas vêm sendo recuperadas na região do Balneário Municipal. A estimativa é que será investir R$ 9 milhões na recuperação da cidade.

O prefeito de Taquarussu, Roberto Tavares Almeida, se reuniu com o chefe da Casa Civil, secretário Sergio de Paula, nesta quinta-feira, para pedir ajuda financeira ao Governo do Estado. “Queremos um aporte para quando a chuva parar. Vamos precisar de dinheiro para arrumar a cidade”, disse o prefeito.

Segundo ele, o município já gastou R$ 300 mil nas obras emergenciais, incluindo uma barricada, com aproximadamente 30 metros, feita para conter a água da chuva que alagou uma área de várzea e ameaçava atingir residências. “Esse valor, R$ 300 mil, é muita coisa para o nosso município. Estou cumprindo com a folha de pagamento na marra”, disse o prefeito.

Com o decreto de situação de emergência, a cidade contratou, de forma rápida, uma empresa para construir um duto com 4,5 metros de profundidade e mil metros de cumprimento para drenar a água que estava prestes a invadir alguns imóveis. “Conseguimos conter a água com a barricada, mas se continuar chovendo não vai ter jeito”.

Em Taquarussu, 102 famílias ficaram ilhadas no assentamento Bela Manhã.. Até o fim da tarde, a equipe da Defesa Civil só havia entregue 20 kits por causa da dificuldade no acesso à região. Conforme o coronel Rampazo, a entrega do material só deve ser concluída no fim de semana.

Estão em situação de emergência Tacuru, Naviraí, Coronel Sapucaia, Amambai, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Iguatemi, Novo Horizonte do Sul, Juti, Aral Moreira, Eldorado, Itaquiraí, Japorã, Deodápolis, Mundo Novo, Bela Vista, Laguna Carapã, Vicentina, Taquarussu, Guia Lopes da Laguna, Dois Irmãos do Buriti, Jardim, Ivinhema e Campo Grande completam a lista de cidades em situação de emergência, juntamente com Batayporã, Caracol e Fátima do Sul.

Em Naviraí, erosão coloca em risco várias casas  e dividiu os  bairros Jardim Paraíso IV e Vila Alta (Foto:Divulgação)Em Naviraí, erosão coloca em risco várias casas e dividiu os bairros Jardim Paraíso IV e Vila Alta (Foto:Divulgação)
Homem morre afogado enquanto nadava em rio dentro de balneário
Um homem de 51 anos morreu na tarde deste domingo (17) em Bodoquena - município localizado a 266 km de Campo Grande. Ele se afogou no rio Salobra, qu...
Jovem perde controle de direção em curva e morre na MS-162
Marlon Alexandre Silva de Oliveira, 24 anos, morreu em acidente de trânsito, na madrugada deste domingo (17), na MS-162, em Maracaju, distante 160 qu...
Duas pessoas morrem em colisão entre moto e carro na rodovia BR-262
Duas pessoas morreram no fim da tarde deste domingo (17) em uma colisão entre uma motocicleta e um carro, município de Terenos - localizado a 25 km d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions