ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 32º

Interior

Família de três-lagoense desaparecido inicia buscas em Minas Gerais

Pedro estava em um grupo com cerca de 20 trabalhadores que saíram de Três Lagoas no dia 11 de outubro

Por Ana Beatriz Rodrigues | 21/10/2021 23:25
Pedro, de 46 anos, esta desaparecido no estado de Minas Gerais. (Foto:Reprodução/Rádio Caçula)
Pedro, de 46 anos, esta desaparecido no estado de Minas Gerais. (Foto:Reprodução/Rádio Caçula)

Pedro Nunes Barbosa, de 46 anos, está desaparecido desde a última terça-feira (12), em Monte Verde, Minas Gerais. Sem notícia há mais de uma semana, a família do morador saiu de Três Lagoas, terra natal de Pedro, e seguiu viagem por 760 quilômetros m até a cidade mineira onde iniciaram as buscas por Pedro nesta quinta-feira (21).

Pedro estava em um grupo com cerca de 20 trabalhadores que saiu de Três Lagoas no dia 11 de outubro, com destino a cidade de Monte Verde, onde receberam uma oportunidade de emprego. Conforme apurado pelo site Rádio Caçula, Eliza Nunes Barbosa, mãe de Pedro contou que chegou a receber ligações do filho no decorrer da viagem, mas a última vez que teve contato com ele foi na noite do dia 12.

De acordo com seus colegas, Pedro teria sofrido uma convulsão neste mesmo dia, foi deitado em uma cama até se recuperar e quando acordou, disse que iria ligar para a mãe e depois disso não foi mais visto. Os outros trabalhadores contam que Pedro saiu do alojamento sem levar telefone ou documentos.

A família recebeu um telefonema de um encarregado da empresa 48h após o desaparecimento do filho. Na sequência Eliza procurou a delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas para registrar o desaparecimento do rapaz. Ela também tentou entrar em contato com as autoridades policiais da cidade mineira, mas não obteve retorno.

Eliza foi para a cidade mineira acompanhada de um sobrinho e um amigo. Na cidade eles foram recebidos por um casal de moradores, que ofereceu abrigo para a família durante as buscas por Pedro.

Uma equipe de buscas foi criada, mas estão tendo dificuldades de acessar a região devido à grande quantidade de lama formada após uma forte chuva. “Eu peço para que as pessoas orem para que meu filho seja encontrado”, conclui a mãe de Pedro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário