A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017

24/06/2012 12:54

Famílias ribeirinhas de Aquidauana continuam desabrigadas após maior cheia registrada no ano

Paula Vitorino
O prefeito Fauzi Suleiman visitou as áreas alagadas. (Foto: Assessoria)O prefeito Fauzi Suleiman visitou as áreas alagadas. (Foto: Assessoria)

As 7 famílias ribeirinhas de Aquidauana continuam desabrigadas por conta da maior cheia registrada neste ano. O rio Aquidauana está marcando 8,14 metros neste domingo (24), quando o nível normal é de 2,3 metros, de acordo com a Defesa Civil do município.

Desde sexta-feira (22) as famílias foram levadas para abrigos. Quatro estão em colégio da cidade e três foram para a casa de familiares. As chuvas fortes atingiram o município na quarta e sexta-feira.

O comandante da Defesa Civil, Major Quintana, explica que essas famílias moram mais perto das margens do rio na região do Pirital e Guanandy e, por isso, foram as mais afetadas.

O major acredita que amanhã o nível do rio baixe, já que desde sexta-feira não chove mais no município.

“Ontem o nível chegou a diminuir para 7,40m, mas hoje voltou a subir e por isso as famílias ainda não puderam voltar”, diz.

Ele também frisa que a cheia nesse período é atípica, pois geralmente as chuvas atingem o rio durante o verão. Ano passado o nível do Aquidauana chegou a 10 metros.

Revoltado, idoso esfaqueia colega que teria lhe dado um beijo no rosto
Homem de 33 anos foi esfaqueado por um idoso de 68 anos, revoltado com a vítima por ele ter lhe dado um beijo no rosto em um bar de Paranaíba, a 422 ...
Foragido da justiça é encontrado morto com facada no peito em rua
Max Alam Bazan de 42 anos, foi encontrado morto com uma facada no peito esta madrugada pela Rua Alan Kardec em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Cam...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions