ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Filho foge, mas pai e traficante são presos com R$ 350 mil em cocaína

Dorileu dos Santos Vieira e o filho, se associaram a traficante paraguaio para distribuirem cocaína

Por Adriano Fernandes | 25/11/2021 23:15

Traficantes chegado à delegacia de Três Lagoas. (Foto: Adilson Domingos)
Traficantes chegado à delegacia de Três Lagoas. (Foto: Adilson Domingos)

Dois traficantes foram presos pela Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) com cocaína avaliada em R$ 350 mil, nesta quinta-feira (25) em uma residência no Bairro Marambaia, em Ponta Porã, cidade a 323 quilômetros de Campo Grande.

Dorileu dos Santos Vieira da Rosa, 54 anos, e o filho, que conseguiu fugir durante a abordagem já estavam na mira da delegacia, desde que investigações apontaram a associação da dupla ao traficante paraguaio Carlos Ramon Ubieta Ortega, de 30 anos. O objetivo da parceria era o tráfico, especificamente de cocaína e pasta base de cocaína.

Nesta quinta-feira (25), os policiais começaram a seguir um automóvel onde estavam o paraguaio e o filho de Dorileu. Assim que eles pararam em uma residência localizada no Bairro Marambaia, em Ponta Porã, desceram com uma caixa de papelão.

Traficantes ao lado dos tabletes de maconha apreendidos. (Foto: Adilson Domingos)
Traficantes ao lado dos tabletes de maconha apreendidos. (Foto: Adilson Domingos)

Foi então que logo na sequência os policiais invadiram o imóvel e descobriram que havia tabletes de cocaína e pasta base de cocaína, no local. O rapaz que desceu do carro na companhia do paraguaio, estava com uma camiseta do Palmeiras e conseguiu fugir.

Já o seu pai e o paraguaio foram presos, tendo eles dito que não sabiam que havia drogas na caixa, colocando a responsabilidade pelo tráfico. Pesada, a droga, avaliada em cerca de R$ 350 mil totalizou 6.55 quilos de cloridrato de cocaína e 03 quilos de pasta base de cocaína.

Os presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo representado pela decretação da Prisão Preventiva deles. Quanto ao fugitivo, já devidamente identificado, possui extensa ficha criminal, tendo ele deixado, inclusive, cair uma CNH falsificada ao empreender fuga.

Com a colaboração de Adilson Domingos****

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário