ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Fornecedor de armas para facção carioca é preso no Paraguai

Procurado pela Interpol, paraguaio trabalhava na prefeitura de cidade da fronteira

Por Helio de Freitas, de Dourados | 01/12/2020 13:47
Pedro Galeano é algemado por agentes da Senad em departamento da prefeitura de Ciudad de Este, onde trabalha (Foto: Divulgação)
Pedro Galeano é algemado por agentes da Senad em departamento da prefeitura de Ciudad de Este, onde trabalha (Foto: Divulgação)

Foi preso nesta terça-feira (1º) no Paraguai o bandido apontado como importante fornecedor de armas para a facção carioca Comando Vermelho, em guerra há anos com os inimigos paulistas do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Incluído na divisão vermelha da Interpol (sigla em inglês da Polícia Internacional), Pedro Cesar Prieto Galeano, 39, foi preso em ação conjunta da Polícia Federal brasileira com a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai.

Ele foi localizado em Ciudad del Este, cidade paraguaia separada de Foz do Iguaçu (PR) pela Ponte da Amizade. Pedro trabalhava na prefeitura da cidade, que fica a menos de 230 km de Mato Grosso do Sul e integra a zona de dominínio do crime organizado, assim como Salto del Guairá, Capitán Bado e Pedro Juan Caballero.

Pedro Galeano foi localizado após mais de um ano de investigação de agentes do serviço de inteligência da agência paraguaia e da Polícia Federal brasileira. Segundo a Senad, o paraguaio era peça-chave no fornecimento de armas à facção carioca através da tríplice fronteira.

Procurado pela Justiça do Rio de Janeiro, Pedro é considerado pela polícia brasileira como um dos principais traficantes de armas de grosso calibre para o Comando Vermelho.

O armamento era levado em fundo falso de veículo por “mulas”, como são chamadas as pessoas contratadas pelo crime organizado para transportar cargas ilícitas através da fronteira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário