ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  25    CAMPO GRANDE 36º

Interior

Gaeco faz buscas em ação que apura fraude na Educação em 2016

Operação Gambiarra investiga esquema na contratação de empresa para atender escolas de Dourados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 14/08/2020 11:09
Viatura do Gaeco em um dos locais onde foram feitas buscas hoje (Foto: Divulgação)
Viatura do Gaeco em um dos locais onde foram feitas buscas hoje (Foto: Divulgação)

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul deflagrou nesta sexta-feira (14) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, a Operação “Gambiarra”, que mira contratos firmados em 2016 pela Secretaria de Educação do município. As buscas foram feitas pela 16ª Promotoria de Justiça, com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

De acordo com o MP, a investigação envolve supostas fraudes em contratações feitas pela Educação para prestação de serviços de manutenção predial de escolas de Dourados.

O esquema teria beneficiado uma empresa localizada na Rua Oliveira Marques, onde foram feitas buscas nesta manhã. No total foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Dourados. Os outros locais das buscas não foram informados.

A investigação foi iniciada pelo Ministério Público em 2017 e se refere ao período em que a Secretaria de Educação era comandada por Marinisa Mizoguchi. Entretanto, a nota enviada pela assessoria do MP sobre as buscas não cita nomes dos investigados.

O procedimento que deu início à investigação, há três anos, cita supostos pagamentos feitos com cheques da conta pessoal da então titular da Pasta a trabalhadores contratados para obras e reparos em escolas municipais.

A empresa investigada, segundo relatos que levaram à investigação, seria usada para “esquentar” o negócio, recebendo como prestadora do serviço feito por trabalhadores autônomos.

*Matéria atualizada às 14h30 para acréscimo de informações.