ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Gerente é preso após assaltar cliente com dívida em prostíbulo

Vitor Felipe Dias de Godoi já tinha sido preso em 2023, por exploração de prostituição juvenil

Por Helio de Freitas, de Dourados | 15/02/2024 11:59
Vitor de Godoi é conduzido por policial após ser preso em Dourados (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)
Vitor de Godoi é conduzido por policial após ser preso em Dourados (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

Gerente de prostíbulo localizado em área nobre da cidade, Vitor Felipe Dias de Godoi, 25, foi preso em flagrante na noite desta quarta-feira (14) em Dourados (a 251 km de Campo Grande) acusado de assaltar um cliente do estabelecimento para receber dívida de R$ 100.

Na casa, localizada na Rua Ponta Porã, região oeste da cidade, os policiais civis encontraram porção de cocaína. Felipe alegou ser usuário, mas, pela quantidade, foi autuado em flagrante também por tráfico.

Em abril do ano passado, o gerente do prostíbulo e outros funcionários da “Mansão Verde” foram presos acusados de explorar prostituição juvenil após duas irmãs adolescentes serem encontradas no estabelecimento. Ele passou dois meses preso e foi solto no dia 14 de junho.

Segundo a Polícia Civil, ontem, homem de 38 anos denunciou que há algum tempo estaria sendo coagido pelo gerente por causa de supostos débitos deixados no estabelecimento. Se passando por garota de programa, o gerente teria marcado encontro com a vítima em posto de combustíveis perto do prostíbulo.

No local, o cliente teria sido agredido com soco no rosto e assaltado por Felipe e outro comparsa. A dupla teria roubado o iPhone 12 Pro Max do homem e dito que só devolveria se ele pagasse R$ 1.500.

O homem procurou a Polícia Civil e informou onde os autores do roubo poderiam estar. Agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) foram até a “Mansão Verde” e encontraram Felipe de posse do celular. Com ele também foram apreendidos 15 gramas de cocaína e outros celulares pertencentes a terceiros, além de diversos documentos de identificação pessoal pertencentes a possíveis clientes do estabelecimento.

Felipe de Godoi confessou que agrediu o cliente e pegou o celular como forma de garantir o pagamento da suposta dívida. O cliente confirma que esteve no prostíbulo com amigos em janeiro deste ano, mas garante ter pago toda a conta, de R$ 1.200. O rapaz deve passar por audiência de custódia ainda nesta quinta.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias