A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

28/12/2017 17:20

Governo libera R$ 300 mil e avalia como desobstruir canais para escoar chuva

Força tarefa foi até o município para ajudar as famílias e tentar resolver o problema do escoamento da chuva

Leonardo Rocha
Cidade de Porto Murtinho teve várias ruas e casas alagadas devido as chuvas (Foto: Toninho Ruiz)Cidade de Porto Murtinho teve várias ruas e casas alagadas devido as chuvas (Foto: Toninho Ruiz)

O governo estadual liberou R$ 300 mil para Prefeitura de Porto Murtinho para ajudar no setor de saúde da cidade, em função da situação de calamidade, devido os estragos provocados pela chuva. Outra preocupação é desobstruir os canais de escoamento das águas que estão entupidos, provocando os alagamentos.

O secretário estadual de Administração, Carlos Alberto Assis, esteve no município, representando o governo estadual. Ele disse ao Campo Grande News que amanhã (29) vai chegar viaturas do executivo levando alimentação, cestas básicas, cobertores, colchões e lonas de plástico para ajudar os moradores que tiveram que deixar suas residências.

A Força Tarefa também contou com a participação das equipes da Defesa Civil, técnicos da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), representantes da prefeitura e dos deputados federais, Zeca do PT e Vander Loubet (PT).

"Nós visitamos os locais, já dando o apoio e ajuda de imediato, além de começar a liberação de recursos estaduais, e também já acionar o governo federal, para conseguir verbas para recuperar a cidade", disse Assis.

Ele explicou que os R$ 300 mil liberados vão para o setor da saúde do município, para tratamento de eventuais endemias devido as chuvas. "Este recurso vem de emendas dos deputados federais, assim como contrapartida do governo".

Problema - Assis contou que técnicos da Agesul avaliaram que os locais mais afetados foram aqueles que estão perto dos canais de contenção de água, que estão comprometidos, entupidos e não dando o devido curso para a água. "Vamos providenciar a limpeza destes canais, que estão tornando este escoamento mais devagar".

Moradores e autoridades da pediram para equipe da Agesul, que tragam equipamentos para fazer a limpeza e desobstruir os canais, já que temem que devido ao período da chuva, a situação fique pior nas próximas semanas e meses.

Ajuda - O deputado federal, Zeca do PT, disse que a situação é de calamidade no município e que tanto a prefeitura, como o Exército, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil estão atuando para diminuir os danos. "Muitas pessoas ficaram sem casa, abrigadas no Centro de Múltiplo Uso, esperando ajuda e uma solução".

O parlamentar ainda citou o apoio que está sendo dado por empresários da cidade, que estão doando roupas, alimentos e produtos de higiene. "Também devemos elogiar a sensibilidade do governo que já está no local apoiando os moradores e vai mandar alimentação e cesta básica amanhã".

De acordo com o prefeito da cidade, de quinta a segunda-feira choveu 340 milímetros, o que deixou 63 pessoas desabrigadas e cerca de 300 moradores desalojados. A água tomou conta completamente de 76 casas. Foi decretado situação de emergência por causa dos alagamentos.

Secretário Carlos Alberto Assis e representantes da Defesa Civil em Porto Murtinho (Foto: Divulgação - Governo)Secretário Carlos Alberto Assis e representantes da Defesa Civil em Porto Murtinho (Foto: Divulgação - Governo)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions