ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Governo publica nomeação de oposicionista como nova reitora da UFGD

Por Helio de Freitas, de Dourados | 04/06/2015 08:19
Liane Maria Calarge, nova reitora da Universidade Federal da Grande Dourados, com seu vice Marcio de Barros (Foto: Arquivo)
Liane Maria Calarge, nova reitora da Universidade Federal da Grande Dourados, com seu vice Marcio de Barros (Foto: Arquivo)

Foi publicado no Diário Oficial da União de ontem, 3 de junho, o decreto do Ministério da Educação que nomeia a professora doutora Liane Maria Calarge como nova reitora da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). Ela vai comandar a maior universidade do interior de Mato Grosso do Sul de 2015 a 2019.

Liana Calarge foi candidata de oposição e substitui Damião Duque de Farias, que ficou oito anos no cargo. A posse dela será no Ministério da Educação, em Brasília, na próxima quarta-feira, às 14h (horário de MS).

Diretora da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais, Liane Calarge foi eleita pela comunidade acadêmica através de consulta prévia realizada no dia 26 de março, com votos paritários dos três segmentos – professores, técnicos administrativos e estudantes.

Ela obteve 49,97% dos votos dos eleitores e tem como vice-reitor eleito o professor doutor Marcio Eduardo de Barros, da Faculdade de Ciências da Saúde.

De acordo com a assessoria da UFGD, após tomar posse na próxima semana, Liane Calarge deverá nomear e empossar o vice-reitor, bem como a nova equipe de trabalho que vai compor a administração central da UFGD para os próximos anos.

Despedida - Em discurso no evento de encerramento do mandato, Damião Duque de Farias listou diversas características que, segundo ele, diferenciariam a UFGD das outras universidades do Brasil.

“Poucas universidades podem reunir as qualidades da UFGD. Poucas podem dizer que são referência em promoção da cultura na cidade e no Estado, com programas institucionais e muitos professores comprometidos. Poucas podem dizer que a maioria de seus cursos de graduação é nota 4 e 5, mesmo com poucos servidores, técnicos e professores; poucas podem dizer que criaram tantos cursos de pós-graduação. Isso é resultado do esforço de todas as pessoas que estudam e trabalham na UFGD”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário