ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Governo renova decreto de emergência sobre erosão nas margens do Rio Paraguai

Erosão danificou parte da estrutura do dique do município, em outubro do ano passado

Por Leonardo Rocha | 30/06/2020 09:46
Erosão provocou desabamento de estrutura de dique (Foto: Porto Murtinho Notícias)
Erosão provocou desabamento de estrutura de dique (Foto: Porto Murtinho Notícias)

O governo estadual emitiu mais um decreto de emergência em relação a erosão nas margens do Rio Paraguai, na cidade de Porto Murtinho, que fica a 439 km de Campo Grande. Este desastre ambiental ocorreu em 28 de outubro de 2019, danificando a estrutura do dique no município.

O novo decreto terá validade por mais 180 dias, já que ainda não foram concluídas as obras e ações para conter a erosão no local. Com isto fica autorizado a mobilização de todos os órgãos estaduais para atuarem na área, sob a coordenação da Defesa Civil, em ações para conter este desastre (ambiental) e fazer a reabilitação e reconstrução do local.

Desta forma fica autorizada a convocação de voluntários para reforçar as atividades, assim como campanhas de arrecadação de recursos, que irão contemplar a população afetada pelo desastre. Em caso de risco eminente, as autoridades poderão entrar nas residências próximas para prestar o devido socorro, assim como determinar a pronta evacuação.

Para obras, compras e contratações não será necessário licitação, desde que estas ações sejam concluídas no prazo de 180 dias. Segundo o governo, o  novo decreto foi expedido porque ainda não foram concluídas as ações de recuperação das margens no Rio Paraguai, principalmente em relação a estrutura do dique que foi prejudicada.

Também citou que a erosão ocorreu ao lado da estação de captação de águas da Sanesul (Empresa de Saneamento de MS), assim como se houver novo período de chuvas pode agravar a situação, colocando em risco inclusive a população da cidade. Ainda descreveu possíveis prejuízos ao tráfego das embarcações.

Logo após esta erosão a margem esquerda do Rio Paraguai, que danificou um trecho da estrutura do dique, o governo estadual contratou a empresa Schettini Engenharia Ltda para elaborar um projeto de recuperação e reforço de contenção no dique de Porto Murtinho.

Em maio deste ano, a Agesul (Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos) escolheu a empresa Engenharia Comércio Bandeirantes, para fazer a obra de contenção no dique, por um período de 180 dias.