ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Homem confessa crime e diz que matou por ver mensagens de vítima para sua esposa

Assassinato aconteceu na noite da última sexta-feira, na cidade de Dourados

Por Karine Alencar e Helio de Freitas, de Dourados | 05/07/2022 18:36
Delegado Eliel, que ouviu o autor do crime, em conversa com a imprensa nesta tarde (Foto: Adilson Domingos)
Delegado Eliel, que ouviu o autor do crime, em conversa com a imprensa nesta tarde (Foto: Adilson Domingos)

Wanderson Souza dos Santos de 43 anos, preso nesta terça-feira (5) como suspeito de matar Evandro Telis dos Santos, de 51, confessou ter assassinado o homem, após ver mensagens da vítima encaminhadas para sua esposa. O crime aconteceu na última sexta-feira (1º) em Dourados, a 233 km da Capital.

Segundo o delegado que conduz as investigações, Eliel Raimundo Alves, ao ser ouvido nesta tarde, o autor contou que após ver a conversa, marcou um encontro pelas redes sociais se passando pela mulher e executou o homem.

"Ele marcou o encontro em sua própria residência, quando a vítima chegou, ele fez os disparos iniciais. Momento em que Evandro saiu com o carro e o autor foi atrás. Quando a vítima parou o veículo em determinada rua, ele pareou o dele e fez mais alguns disparos e Evandro acabou falecendo", conta o delegado.

Evandro foi executado com tiros na cabeça e no pescoço em seu Corolla preto. O crime ocorreu na Rua Osório Nunes Siqueira, quase esquina com a Avenida Guaicurus. O acusado foi preso por policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais). Também foram apreendidos o carro de Wanderson, um Honda New Civic preto, e a arma do crime, um revólver calibre 32.

Ele vai responder por homicídio por motivo fútil. Ainda de acordo com o delegado, buscas serão feitas para apurar se o crime foi qualificado. "Há necessidade realizar algumas investigações para saber se todas as pessoas que ele apresenta estão realmente envolvidas no caso".

Inicialmente, a esposa de Wanderson está sendo ouvida como testemunha. Caso o inquérito aponte para nortes diferentes, ela poderá ser indiciada e responder pelo crime junto do autor.

Nos siga no Google Notícias