A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/05/2016 09:28

Homem é morto com pedradas na cabeça e dois são presos

Antonio Marques

Um homem de 52 anos foi assassinado na madrugada deste sábado em Ribas do Rio Pardo, a 103 km da Capital, com pedradas na cabeça. Os autores foram presos em flagrante, confessaram o crime e ainda levaram os policiais civis ao local em que deixaram o corpo.

Conforme o boletim de ocorrência registrado na Delegacia local, os policiais receberam uma denúncia anônima em que era informada que dois homens, um branco e magro vestindo camiseta roxa, outro sendo “bugre”, com casaco marrom, haviam agredido outra pessoa, que ficou caída próximo a rodovia BR 262.

Diante do relato, os policiais de plantão se dirigiram ao local e nas proximidades avistaram os dois suspeitos apontados na denúncia. Ao abordá-los, conforme consta na ocorrência, um deles identificado como Jaime Marcelino Duarte, 29 anos, já foi logo se entregando. “Fui eu mesmo...Fui eu que matei o cara. E o Bugui estava comigo”, afirmou ele à polícia. Bugui foi identificado como Edilson Pio da Silva, 23 anos.

O investigador teria percebido que ambos estavam com manchas de sangue pelo corpo e questionou sobre a forma que cometeram o crime. De pronto, Jaime Duarte, respondeu “demos pedrada na cabeça daquele Jack”. O termo Jack, na gíria dos autores seria usado para estuprador, mas a polícia informou que a vítima não tinha registro na Secretaria de Segurança.

Com essas declarações os dois foram algemados e colocados na viatura. Eles ainda indicaram aos policiais o local em que deixaram a vítima, para onde se dirigiram em seguida. Chegando no lugar também estava uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que constatou o óbito.

Diante disso, os policiais acionaram a perícia da Capital. No corpo haviam marcas de ferimentos na cabeça e uma pedra foi encontrada ao lado da vítima. Também no local do crime, uma testemunha relatou aos policiais ter visto as agressões e os autores. Questionada pela polícia se poderia reconhecer os agressores, ela respondeu que sim.

Os policiais levaram a testemunha até a viatura e ao avistar os homens, a mulher confirmou ter sido os mesmos que agrediram a vítima. Enquanto aguardavam a chegada da perícia, chegou ao local do crime dois rapazes que reconheceram o corpo, como sendo Cecílio Ribas Gomes, que era tio dos jovens.

Em seguida, os autores foram levados para a Delegacia e foram presos em flagrante por homicídio doloso e qualificado por motivo fútil, pois os autores não souberam dizer a real motivação do crime. Se condenados podem pegar até 30 anos de reclusão em regime fechado.

Justiça inocenta homem acusado de tentativa de homicídio em 2015
Acusado de tentativa de homicídio e porte ilegal de arma, Carlos Alberto Mendes Prudencio foi condenado apenas ao segundo crime, em julgamento realiz...
PM prende dupla por tentativa de homicídio e tráfico de drogas
Um homem de 21 anos foi preso e um adolescente de 17 apreendido pela PM (Policia Militar) na tarde de sábado (15) por tentativa de homicídio e tráfic...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions