A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

27/09/2019 16:15

Homem terá de pagar R$ 1 mil depois de divulgar vídeo de caça

Caçador foi preso dias antes e também poderá pegar até um ano de prisão

Tainá Jara
Espécie de porco-do-mato foi abatida com arma de fogo (Foto: Divulgação/PMA)Espécie de porco-do-mato foi abatida com arma de fogo (Foto: Divulgação/PMA)

Morador de Bonito, distante 265 quilômetros de Campo Grande, foi multado em R$ 1 mil e poderá pegar até um ano de prisão por divulgar vídeo de caça nas redes sociais. A PMA (Polícia Militar Ambiental) localizou o homem nesta sexta-feira. O caçador, que aparece nas imagens abatendo dois catetos, foi preso dias antes. 

Nesta sexta-feira, os policiais localizaram o coautor, de 36 anos. Residente no Distrito de Águas do Miranda, ele responderá por crime ambiental de coautoria de caça ilegal, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. A PMA também o autuou administrativamente e aplicou multa de R$ 1 mil.

O caçador foi identificado depois da divulgação nas redes sociais de fotos e vídeo, onde ele aparecia com dois animais silvestres da espécie cateto (Pecari tajacu), que haviam sido capturados e estavam presos em uma jaula de ferro. Depois de abater os animais a tiros, um dos catetos aparece sendo carneado pelo autor.

O infrator preso ontem, confirmou a autoria do crime com uso de arma de fogo que também aparecia no vídeo. Informou ainda que isso ocorrera há alguns meses e que a arma fora perdida no rio durante uma pescaria.

Também residente em Bonito, o caçador, de 68, responderá por crime ambiental de caça ilegal, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. A PMA também autuou o homem administrativamente e aplicou multa de R$ 1 mil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions