A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

15/12/2017 13:06

Hospital tem pacientes no corredor e direção diz que situação é corriqueira

Helio de Freitas, de Dourados
Pacientes no corredor do Hospital da Vida, em Dourados (Foto: Direto das Ruas)Pacientes no corredor do Hospital da Vida, em Dourados (Foto: Direto das Ruas)

Única unidade de referência do SUS para atendimentos de urgência e emergência, pediatria, neurocirurgia e traumato-ortopedia para 33 municípios, o Hospital da Vida, localizado em Dourados, a 233 km de Campo Grande, está superlotado e com pacientes sendo atendidos nos corredores.

Na quarta-feira (13), o Campo Grande News recebeu fotos de familiares de pacientes mostrando os corredores lotados. Segundo funcionários do hospital, naquele dia, 25 pessoas estavam em macas espalhadas nos corredores. A direção afirma que ontem o número caiu para 17.

Com 102 leitos e responsável em prestar atendimento pelo SUS para uma população de 800 mil habitantes, o Hospital da Vida tinha ontem 140 pacientes, segundo informou o diretor-presidente da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), Américo Monteiro Salgado Junior. A Funsaud foi criada em 2014 pela prefeitura para administrar o hospital e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Américo reconhece a superlotação e diz que a situação é corriqueira, “uma vez que a infraestrutura do prédio não comporta o quantitativo de atendimentos realizados pelo hospital”. A situação vai mudar, segundo ele, após a reforma e ampliação do prédio, que estão em andamento.

Oncologia – Segundo o presidente da Funsaud, o fim do atendimento do Hospital Evangélico nas especialidades de oncologia, nefrologia e cardiologia e de leitos do SUS do HU (Hospital Universitário) sobrecarregou o Hospital da Vida. “Por ser o único hospital portas abertas da macrorregião de Dourados ,não há como negar atendimento à população”, afirmou.

Segundo ele, com o fim do contrato com o Evangélico para atendimento de pacientes com câncer, foram adicionados 12 leitos oncológicos no Hospital da Vida. “A realidade em nível Brasil, e igualmente na capital de MS, é de hospitais superlotados, portanto o Hospital da vida não foge desta realidade lamentável em decorrência do aumento da demanda”, alegou Américo Salgado Junior.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions