ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Identificados dois dos três homens mortos em confronto na fronteira

Os dois paraguaios morreram em troca de tiros com policiais a 90 km de Mato Grosso do Sul

Por Helio de Freitas, de Dourados | 17/12/2020 13:59
Corpos foram trazidos de helicóptero para o necrotério em Pedro Juan (Foto: Direto das Ruas)
Corpos foram trazidos de helicóptero para o necrotério em Pedro Juan (Foto: Direto das Ruas)

Foram identificados dois dos três homens mortos em confronto com policiais paraguaios nesta quinta-feira (17) na região de Cerro Memby, no município de Yby Yaú, a 90 km de Mato Grosso do Sul. Outros seis bandidos foram presos na fazenda Índio Cue, que pertencia ao traficante brasileiro Jarvis Gimenes Pavão.

Até agora a polícia confirmou as identidades de Luis Lopez Montania e Fabio Martínez Martínez, os dois de nacionalidade paraguaia.

A Operação Sapukai envolveu policiais do departamento antissequestro e homens da FTC (Força-Tarefa Conjunta). O bando era ligado a Jarvis Pavão, mas após a extradição dele para o Brasil em dezembro de 2017, permaneceu na fazenda e passou a atuar no tráfico de maconha, sequestros, extorsão, assaltos e homicídios.

Ever Alejandro Ozuna López, apontado como o atual chefe da quadrilha, foi preso na operação. Ele é um dos cinco Irmãos Ozuna López, que comandam ataques a comerciantes e fazendeiros da região, encravada na divisa dos departamentos (equivalente a estados) de Amambay e Concepción.

Os corpos dos três bandidos abatidos foram trazidos de helicóptero até o necrotério em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande.

Policiais em volta de um dos presos na Operação Sapukai (Foto: Direto das Ruas)
Policiais em volta de um dos presos na Operação Sapukai (Foto: Direto das Ruas)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário