ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  09    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Investigação mostra que bandidos levaram cerca de R$ 1 milhão de agência do BB

Assaltatantes entraram no prédio após render vigia; caso ocorreu por volta das 7h de hoje (29)

Por Kerolyn Araújo, Marta Ferreira e Helio de Freitas | 29/07/2020 11:11



Bandidos armados que assaltaram agência do Banco do Brasil na manhã desta quarta-feira (29), em Nova Alvorada do Sul, distante a 120 quilômetros de Campo Grande, fugiram levando menos de R$ 1 milhão, segundo apurado pela reportagem.

Ontem (28), a agência recebeu depósito robusto para pagamento de funcionários de usina de álcool da região. A informação sobre o valor levado, segundo o trabalho jornalístico, é do próprio banco.

A agência, conforme levantado, tem segurança falha. Sequer há cerca elétrica ou concertina.

O assalto - Nesta manhã, por volta das 7h, quatro bandidos armados chegaram ao local em carros de passeio. Três entraram por uma janela, e esperaram a chegada do gerente e do vigia, que foram supreendidos, ficaram sob ameaça de pistolas e foram obrigados a abrir o cofre.

Depois, fugiram. Há suspeita de outras pessoas dando apoio do lado de fora.

As forças policiais estão mobilizadas na caça aos ladrões. Barreiras estão sendo realizadas nas saídas da cidade para tentar prender os bandidos.

O tipo de crime indica ser obra do chamado "Novo Cangaço", quando assaltantes agem em cidades de menor porte para roubar dinheiro de bancos.

Viaturas policiais e da Perícia em frente ao banco. (Foto: Rones Cezar/ Alvorada Informa)
Viaturas policiais e da Perícia em frente ao banco. (Foto: Rones Cezar/ Alvorada Informa)


Além da Polícia Civil e Militar da cidade e de municípios vizinhos, equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Bope (Batalhão de Operações Especiais) e Batalhão de Choque estão na cidade auxiliando nas buscas, inclusive com auxílio de helicóptero.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa do banco por telefone e solicitou informações por e-mail. Ainda não houve retorno.

(Matéria editada às 11h38 para acréscimo e correção de informação)