A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

11/12/2018 10:31

Jardineiro confessa ter espancado em assalto mulher que o “ajudou muito”

Edinaldo Rocha não tinha antecedentes criminais, mas para roubar, espancou e esfaqueou dona da casa onde cortava grama

Helio de Freitas, de Dourados
Vítima de assalto mostra hematomas no rosto provocados por socos de assaltante (Foto: Adilson Domingos)Vítima de assalto mostra hematomas no rosto provocados por socos de assaltante (Foto: Adilson Domingos)
Edinaldo foi preso e confessou ter tentado matar mulher durante assalto (Foto: Adilson Domingos)Edinaldo foi preso e confessou ter tentado matar mulher durante assalto (Foto: Adilson Domingos)

A mulher de 60 anos de idade, esfaqueada e espancada até ficar desacordada na manhã de sábado (8) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, foi vítima do jardineiro que cortava a grama de sua casa e a quem ela tinha ajudado em várias oportunidades, segundo afirmou o próprio criminoso.

Edinaldo Félix Rocha, 32, não tinha até agora nenhum antecedente criminal, mas confessa ter agido com extrema violência contra a mulher, cuja identidade não foi revelada. Ele foi preso ontem (10) pelo SIG (Serviço de Investigações Gerais).

O assalto – A mulher foi surpreendida pelo assaltante ao abrir a porta de sua casa, localizada na região norte de Dourados. Encapuzado, o bandido invadiu a residência e passou a espancar a moradora com socos no rosto.

Com uma faca encontrada na casa, o assaltante desferiu vários golpes nas costas da vítima. Ela ficou com hematomas no rosto e no pescoço e cortes na cabeça. A moradora desmaiou em decorrência dos golpes.

“Após se cientificar que a vítima estava desacordada, o autor subtraiu cerca de R$ 2.000 que estavam numa carteira localizada no interior de um carro”, explicou o delegado Rodolfo Daltro, chefe do SIG.

Ela foi encontrada por familiares desmaiada sobre uma poça do próprio sangue e internada no Hospital da Vida. Na manhã de hoje (11) ela foi até a delegacia e falou com jornalistas. “Ele só me dava murro na cara, não ouvi a voz dele por nenhum minuto”, afirmou a mulher.

De acordo com o delegado, Edinaldo foi preso na manhã de ontem. “Ele confessou ter ficado escondido no espaço destinado à leitura de energia elétrica, na área externa da casa, desde a noite de sexta-feira, ou seja, um dia antes da execução do crime”.

O assaltante disse que por volta de 20h da sexta-feira (7) viu a vítima chegar em casa de carro, mas desistiu de praticar o assalto naquele momento porque os cachorros começaram a latir.

Após passar a noite escondido no local, por volta de 6h de sábado Edinaldo pulou o muro e aguardou que a moradora saísse do interior da casa para atacá-la.

O jardineiro contou à polícia que em determinado dia, quando cortava a grama da casa, ouviu a moradora comentar sobre a venda de um imóvel, o que lhe atiçou a cobiça.

No momento em que foi preso, Edinaldo estava com R$ 340 e com a touca ninja azul usada no assalto. Ele disse que usou o restante do dinheiro para pagar dívidas.
“O caso deve servir como alerta à população sobre os cuidados a se adotar com a contratação de prestadores de serviço, principalmente no que diz respeito aos comentários feitos na presença ou proximidade deles”, afirmou o delegado.

Veja abaixo o vídeo com a entrevista do assaltante e da vítima:

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions