ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Justiça manda assassino pagar pensão de R$ 60 mil à família de vítima

Valor deverá ser pago a partir da data do crime e as prestações vencidas deverão ser quitadas de uma só vez

Por Bruna Marques | 14/07/2020 14:37


Cassio Reis de Souza que matou pedreiro em 2013 (Foto: Arquivo)
Cassio Reis de Souza que matou pedreiro em 2013 (Foto: Arquivo)

Condenado pelo crime de homicídio doloso no dia 28 de outubro de 2013, Cassio Reis de Souza, 31 anos, terá que pagar R$ 60 mil de indenização por danos morais, além de pensão para a família de José Souza Rodrigues, que na época tinha 51 anos e trabalhava como pedreiro.

José era casado e deixou dois filhos, uma menina de 17 anos e um menino de 15.

Após decisão da justiça o autor do crime passa a ser obrigado a pagar uma pensão alimentícia com base em um salário mínimo para os jovens até que os mesmos completem 18 anos ou até os 24 anos. O valor deverá ser pago a partir da data do crime e as prestações vencidas deverão ser pagas de uma só vez.

O crime - José Souza Rodrigues foi assassinado com tiros na cabeça, no local onde trabalhava como pedreiro no município de Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande.  De acordo com testemunhas, autor e vítima começaram uma discussão e logo em seguida, Cassio Reis de Souza sacou uma arma de fogo calibre 38, efetuou vários disparos contra a cabeça da vítima e em seguida fugiu do local.