A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

04/11/2015 16:05

Mãe e avó são presas por explorar sexualmente menina de cinco anos

Renata Volpe Haddad

Três pessoas foram presas por participarem de uma rede de pedofilia que começou em Chapadão do Sul, distante 321 km de Campo Grande. Uma menina de 5 anos era explorada sexualmente pela avó e mãe, que vendiam as fotos da criança para um homem em Campo Grande.

De acordo com o delegado de Chapadão do Sul que investiga o caso, Danilo Mansur, o caso é complicado. "A avó teve duas filhas e mantinha um relacionamento com outra mulher. Esta mulher registrou a 2ª filha da companheira. A mãe da criança começou a tirar fotos sensuais da própria filha", explica.

A menina explorada cresceu e teve uma filha. "Ela começou a repetir os atos que a mãe fazia com ela. Ela divulgava fotos na internet da menina de 5 anos com vibrador na boca, algo bem terrível mesmo", alega o delegado.

A avó da criança se mudou para Paranaíba, enquanto a mãe continuou em Chapadão praticando o crime. "A avó estava negociando com o homem de Campo Grande para manter relação sexual com a criança", informa.

A Polícia Civil de Campo Grande desarticulou a rede e prendeu o homem, que está na DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). A avó que havia se mudado para Santa Fé do Sul, São Paulo, também foi presa. "Faltava ainda a mãe da criança, eu pedi a prisão preventiva dela e em depoimento, a mãe não demonstrou nenhuma reação, negou o que havia feito com a criança. Quando mostramos as fotos da menina sendo explorada, ela não demonstrou nenhum sentimento", conta Mansur.

Conforme o delegado, também foram encontradas fotos da mãe e da meninas juntas, posando nuas. "Encontramos fotos de mais cinco ou seis meninas que ainda estamos verificando quem são", comenta.

Mais testemunhas serão ouvidas, pois segundo o delegado, há indícios de ter mais pessoas envolvidas na rede de pedofilia. O delegado tem 10 dias para poder concluir o caso. 

Polícia e Conselho Tutelar apuram suspeita de agressão a bebê de 8 meses
Um menino de oito meses de vida está internado no Hospital Universitário de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, com ferimentos na cabeça. Ele ...
Boliviana denuncia estupro de criança de 8 anos em fazenda no Pantanal
A Polícia Civil de Corumbá investiga um caso de estupro contra um menino de 8 anos, em uma fazenda da região da “Tromba dos Macacos”, a cerca de 22 k...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions