ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  17    CAMPO GRANDE 22º

Interior

"Mar" de jacarés disputando água foi registrado após quase 20 dias sem chuva

Vídeo foi feito por funcionário de fazenda na região da Nhecolândia, em Corumbá, no último domingo (15)

Por Ana Oshiro | 18/11/2020 10:37

Vídeo mostrando "mar" de jacarés disputando água, que viralizou ontem (17), foi filmado por Márcio Sagrado, funcionário de uma fazenda na região da Nhecolândia, em Corumbá, a 419 km da Capital. No vídeo acima é possível ouvir a data em que o vídeo foi feito, "isso aqui é no pantanal da Nhecolândia, é de hoje, 15 de novembro de 2020", diz Márcio.

O registro foi feito 20 dias após a última chuva forte registrada em Corumbá. Segundo o meteorologista Natálio Abrão, essas chuvas expressivas foram registradas dias 26 e 27 de outubro, quando choveu 28mm e 20mm, respectivamente.

Agora em novembro choveu apenas 7,4mm até o momento, segundo o meteorologista. Apesar da previsão de chuva para hoje (18), a quantidade esperada é muito pequena. Seo Natálio explica que essa situação não foi provocada apenas pela falta de chuva, mas também pelo alto índice de evaporação, por conta do forte calor e das queimadas no pantanal.

"Desde o ano de 1973, quando começamos a registrar o monitoramento, nunca tivemos um outubro tão seco como esse", comentou Natálio. Segundo o especialista, para repor a água desse local, e voltar ao normal, seria necessária uma chuva de, no mínimo, 100 milímetros para encharcar o solo e acumular água novamente.

De acordo com o coronel Ângelo Rabelo, presidente do IHP (Instituto Homem Pantaneiro), essa situação se repete em várias fazendas de Corumbá. "Secou muito, os fazendeiros estão desesperados com a falta de água para os gados. Os jacarés encontram locais como esse e hibernam, esperando a próxima chuva para sobreviver, mas nem todo conseguem", explica Rabelo.

Conforme o meteorologista Natálio Abrão, esses animais estão, na verdade, em um corixo, que é uma área alagada sem represa de água. Durante a estação das chuvas os corixos se enchem devido ao transbordamento dos rios, alagando os campos e formando banhados, lagoas e esses corixos temporários.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário