A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

25/02/2019 11:07

Médica filma agressões e idoso vai preso por maltratar esposa doente

Agressor está preso à disposição da Justiça e deve ser liberado assim que pagar fiança no valor R$ 1,5 mil arbitrada pelo juiz

Viviane Oliveira
Idoso foi preso em flagrante por violência doméstica (Foto: reprodução/vídeo) Idoso foi preso em flagrante por violência doméstica (Foto: reprodução/vídeo)

Aos 61 anos, José de Sousa foi preso em flagrante por agredir a esposa doente, de 57 anos, na casa onde o casal vivia em Ribas do Rio Pardo, distante 103 quilômetros de Campo Grande. O caso aconteceu na sexta-feira (22), mas foi divulgado nesta segunda-feira (25). O idoso está preso à disposição da Justiça e deve ser liberado assim que pagar fiança no valor de R$ 1,5 mil arbitrada pelo juiz. Ele não tinha passagem pela polícia. 

Segundo o delegado Bruno Santacatharina Carvalho, responsável pelo caso, o fato veio à tona depois que uma médica fonoaudióloga foi à casa da família para fazer atendimento e flagrou a situação. A profissional gravou o vídeo das agressões, com o seu celular, e levou as imagens à polícia. "Ele praticava diversos crimes contra a esposa, pessoa totalmente vulnerável, que sequer consegue andar e falar. A vítima passava por consulta e as médicas suspeitavam das agressões, mas não havia comprovação", explicou. 

As imagens mostram José agredindo e xingando a esposa durante a refeição. A vítima tem várias limitações. O autor foi preso em flagrante por maus-tratos (violência doméstica). Além da esposa, segundo os vizinhos, o idoso também agredia física e verbalmente a sua irmã. A idosa está aos cuidados dos profissionais de saúde do Hospital Municipal. Ela deve ser levada para alguma casa de assistência social da Prefeitura. "O autor cuidava da vitima há mais de 20 anos, só que infelizmente ele cuidava dessa maneira, xingando, perdendo a paciência e batendo", disse o delegado. 

No mês passado, reportagem do Campo Grande News que a cada ano o número de denúncias e ações em relação aos mais velhos vem aumentando, conforme a 44ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, especializada nos direitos da pessoa idosa. Em 2016 a promotoria realizou 2.197 ações, já em 2017, houve um aumento de quase 23%, com 2.699 casos. Em 2018 houve uma leve queda, com 2.514 movimentações, mas ainda assim 14,4% maior em relação a 2016. Até 18 de janeiro deste ano, 132 casos foram registrados na promotoria. Assista, abaixo, ao vídeo. 



Esse Verme Covarde deveria apodrecer atrás das grades. Com certeza, diante da pobre senhora indefesa é um tremendo animal feroz, mas diante das autoridades o covarde até afina a voz.
 
Ezequiel em 25/02/2019 13:14:36
Parabéns a esta fonoaudióloga e que este homem pague pelo que esta fazendo nossa revoltante....
 
marlieda barbosa cardeal em 25/02/2019 11:23:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions