A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

11/01/2017 08:39

Médicos fazem captação de órgãos de guarda que teve derrame cerebral

Procedimento feito por médicos da Central Nacional de Transplantes e profissionais de hospital de Dourados começou por volta de 7h30

Helio de Freitas, de Dourados
Hospital da Vida, onde é feita a captação dos órgãos (Foto: Divulgação)Hospital da Vida, onde é feita a captação dos órgãos (Foto: Divulgação)

Começaram por volta de 7h30 desta quarta-feira (11) os procedimentos para captação de órgãos do guarda municipal Roberto Aparecido Ramos, que teve morte cerebral declarada na segunda-feira (9) em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.

A captação, a primeira na história do Hospital da Vida, que atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde), é feita por médicos que vieram até a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul especialmente para o procedimento e por profissionais da própria unidade.

Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi destacado para fazer o transporte dos órgãos na noite de ontem e chegou a Dourados no início da madrugada.

Roberto Ramos teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) na semana passada e na segunda-feira foi constatada sua morte cerebral. Diante da possibilidade de doação de órgãos, a Central Nacional de Transplante acionou a FAB, que mandou o avião para Dourados.

O transporte de órgãos passou a ser feio pela FAB após o presidente Michel Temer (PMDB) assinar um decreto no ano passado, autorizando o serviço. A expectativa é que sejam captados o pâncreas, os rins e o fígado, que serão transplantados em pessoas que aguardam em uma fila nacional de transplantes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions