ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Moradores de 16 bairros ainda enfrentam falta de água em Ponta Porã

A previsão é de que o fornecimento seja normalizado em até cinco dias úteis, segundo o prefeito da cidade

Por Adriano Fernandes | 28/02/2020 20:26
Guidaste usado na troca dos equipamentos do poço.
Guidaste usado na troca dos equipamentos do poço.

Moradores de pelo menos 16 bairros de Ponta Porã, cidade a 323 km de Campo Grande, continuam enfrentando a falta de água na cidade. O problema ocorre desde o último dia 19, quando um raio danificou equipamentos do poço de abastecimento do Bairro Kamel Saad. 

Além do próprio bairro onde fica o poço, também há interrupções de fornecimento no Jardim Ibirapuera, Jardim Independência, Jardim das Oliveiras, Monte Alto, São Bernado, Vila Maísa, Caranda Ipê 1 e 2 , Ivone e Planalto. Nos bairros Gui Vilela, Janela Saad, Residencial 1 e 2 e Copha Fronteira o fornecimento também segue intermitente. 

Durante os reparos no poço, técnicos da Sanesul utilizam até um guindaste para manobrar os equipamentos que chegam a pesar mais de uma tonelada. O reservatório do Bairro Kamel Saad tem 680 metros de profundidade.

Conforme o prefeito da cidade, Hélio Peluffo Filho, apesar dos transtornos as manobras de fornecimento de água, iniciadas na última semana, tem diminuído o número de interrupções na rede. A previsão é de que os serviços sejam concluídos em até cinco dias úteis.

“Em casas populares de bairros mais afastados, por exemplo, ainda há interrupções em alguns períodos do dia, mas no Centro o problema é menos recorrente. A Sanesul continua remanejando o bombeando de água do poço da região sul para o Centro e do Centro para o norte, como uma forma de melhorar o fornecimento”, comenta.

Em nota, a concessionária informou que avançou o trabalho de substituição dos equipamentos, nesta sexta-feira (28) e pediu que os moradores evitem desperdício. “E, se possível, mantenham reservas do produto para evitar transtornos”, diz a Sanesul.