ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Motorista de aplicativo é sequestrado em MS e mantido refém na Bolívia

Criminosos o libertaram após conseguirem vender o carro no país de fronteira

Por Dayene Paz | 12/03/2024 09:07
Carro do motorista de aplicativo recuperado pela polícia. (Foto: Diário Corumbaense)
Carro do motorista de aplicativo recuperado pela polícia. (Foto: Diário Corumbaense)

Motorista de aplicativo foi sequestrado em Corumbá, a 428 km de Campo Grande, e mantido em cárcere no país de fronteira, Bolívia. O carro dele, um Chevrolet Prisma, foi levado pelos criminosos, mas recuperado pela polícia boliviana horas depois.

De acordo com as informações do site Diário Corumbaense, o homem de 42 anos contou que estava esperando corrida durante a madrugada de domingo (10), em frente a uma casa de eventos na Rua José Fragelli, parte alta de Corumbá, quando quatro suspeitos apareceram e solicitaram uma corrida.

Durante o trajeto, um desceu e três ficaram no veículo. “Foi quando eles me renderam. Um colocou uma faca no meu pescoço, outro na região do abdômen e acho que uma arma de fogo nas minhas costas. Eles trocaram de lugar, me colocaram no banco do carona na frente e baixaram o assento. Não consegui ver mais nada, apenas umas luzes. Quando me levantaram, já estava na Bolívia”, relatou o motorista.

Na sequência, os autores ainda tentaram vender o carro. "Comecei a passar mal, a querer vomitar, quando decidiram me levar para uma casa, bem humilde, me colocando em um quarto com uma cama”, relatou. Havia moradores na residência, porém, pelo o que a vítima percebeu, não sabiam o que estava acontecendo.

A vítima ficou sob vigilância de dois criminosos, enquanto o terceiro saiu para vender o carro. “Me lembro muito bem que durante aquelas horas do roubo, um deles queria me matar, mas o que estava no ‘controle’ dizia que não, era para esperar”. Lá, a vítima ficou até por volta das 6h, quando, junto com os autores foi para Puerto Quijarro, onde o carro foi vendido.

Na sequência, a vítima foi libertada. "Me colocaram em um mototáxi boliviano, eles também subiram em mototáxis para me acompanhar, mas, durante o trajeto, desviaram e o mototáxi que me trouxe, me deixou na fronteira”, disse a vítima, revelando ainda que celular e a carteira dele foram devolvidos. “Disseram que estavam me devolvendo (os pertences) por ter 'colaborado' com tudo”, completou.

Já em Corumbá, o motorista de aplicativo procurou a delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado. A Diprove (Direção de prevenção a roubo de veículos) de Puerto Suárez informou ao Diário Corumbaense que o veículo foi recuperado e levado para a delegacia. A devolução será realizada após a apresentação das documentações exigidas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias