A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Agosto de 2019

31/10/2018 09:50

MP faz devassa na Secretaria de Fazenda e Departamento de Licitação

Até chaveiro foi chamado para abrir porta do setor de finanças; Délia Razuk diz que é “comprometida com lisura e transparência”

Helio de Freitas, de Dourados
Policiais em frente ao bloco da Secretaria de Fazenda e Departamento de Licitações da prefeitura (Foto: Adilson Domingos)Policiais em frente ao bloco da Secretaria de Fazenda e Departamento de Licitações da prefeitura (Foto: Adilson Domingos)

Promotores de Justiça de Dourados e do Gecoc (Grupo Especializado no Combate à Corrupção) do MP fazem uma varredura para apreender documentos na Secretaria de Fazenda e no Departamento de Licitação da Prefeitura de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.

As buscas fazem parte da Operação Pregão, desencadeada hoje (31) para cumprir quatro mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão.

Até um chaveiro foi chamado para abrir a sala do setor de finanças, onde trabalha o contador do município, Rosenildo França. Os dois órgãos funcionam no bloco F do CAM (Centro Administrativo Municipal), na Avenida Coronel Ponciano, onde fica também o gabinete da prefeita Délia Razuk (PR).

Todos os servidores foram retirados das salas e aguardam no saguão enquanto policiais e promotores vasculham as salas. As buscas são cumpridas também em residências e pelo menos em uma empresa, a Energia Engenharia Serviços e Manutenções Ltda.

Informações extraoficiais revelam que Rosenildo, o secretário municipal de Fazenda João Fava Neto, a ex-secretária de Educação e atual vereadora Denise Portollann de Oliveira (PR) e o empresário Pedro Brum Vasconcelos Oliveira são alvos da operação, mas não há confirmação se eles são os quatro presos.

Em “nota de esclarecimento” enviada pela assessoria de imprensa, a administração de Délia Razuk confirma as buscas na Secretaria Municipal de Fazenda e no Departamento de Licitação do município.

“A administração pública municipal, sempre comprometida com a lisura e transparência em sua gestão, se colocou à inteira disposição do Ministério Público para que os trabalhos possam ocorrer na máxima tranquilidade, certos de que a obediência às normas legais deverão sempre prevalecer, sendo este o compromisso da prefeita”, diz a nota.

De acordo com o MP, a operação desta quarta-feira faz parte das investigações que apuram atuação de organização criminosa composta por agentes públicos, políticos e empresários, visando a pratica de diversos crimes incluindo fraude em licitação, dispensa indevida de licitação e falsificação de documentos.

A operação é comandada pelo promotor de Justiça Ricardo Rotunno, da 16ª Promotoria de Justiça de Dourados, com o apoio dos promotores Élcio Félix D’Angelo, Izonildo Gonçalves de Assunção Júnior, Luiz Gustavo Camacho Terçariol, Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior e do coordenador do Gecoc do MP, Adriano Lobo Viana de Resende.

Foram mobilizados 75 policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar, do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e da Defron (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira).

Os mandados de busca e de prisão preventiva foram expedidos pelos Juízes de direito Luiz Alberto de Moura Filho e César de Souza Lima (em substituição legal), da 1ª Vara Criminal de Dourados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions