ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  29    CAMPO GRANDE 25º

Interior

MPE denuncia e pede prisão de integrantes de facção criminosa

Por Nadyenka Castro | 19/03/2012 18:26

De acordo com a acusação, a quadrilha atuava em Nova Andradina desde junho de 2011 cometendo vários crimes

O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou e pediu a prisão preventiva de diversas pessoas suspeitas de integrar a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e cometer diversos crimes em Nova Andradina, município que fica a 300 quilômetros de Campo Grande.

Foram denunciadas 16 pessoas pela prática dos crimes de quadrilha e associação ao tráfico, três pelo envolvimento em crime de roubo e outras nove pelo cometimento de crimes de ameaça e cárcere privado, estes praticados contra integrantes do próprio bando.

A denúncia foi recebida pela Vara Criminal de Nova Andradina e as prisões preventivas já foram decretadas. Dos 18 mandados de prisão preventiva expedidos, 14 foram cumpridos, sendo que todos os envolvidos já foram transferidos da cadeia pública de Nova Andradina para penitenciárias do Estado.

De acordo com o MPE, a denúncia é resultado do trabalho de seis meses de investigação da Polícia Civil, que acompanhou, passo a passo, a rotina dos envolvidos, oferecendo farto material probatório à acusação.

As investigações indicam que a quadrilha agia no município desde junho de 2011 com complexa e bem definida divisão de tarefas entre seus membros.

Dentre as formas de atuação da quadrilha, destacava-se a cooptação de adolescentes para a prática de crimes contra o patrimônio, especialmente furtos e roubos, e para a vigilância de pontos de comercialização de entorpecentes.

Dos envolvidos, sete já tinham sido presos pela prática de tráfico de drogas e apenas três não respondiam a outros processos criminais.

O processo criminal tramita na Vara Criminal de Nova Andradina sob segredo de justiça.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário