ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 33º

Interior

Mulher acusa funcionário de hospital de tentativa de estupro durante exame

Internada devido pneumonia, dona de casa de 41 anos diz que foi assediada por técnico de raio-x

Por Elci Holsback | 06/01/2017 10:48
Caso teria ocorrido dia 27 de dezembro (Foto: Edição de Notícias)
Caso teria ocorrido dia 27 de dezembro (Foto: Edição de Notícias)

Dona de casa de 41 anos denunciou um funcionário dos Hospital Álvaro Fontoura, em Coxim - distante 260 km de Campo Grande, por tentativa de estupro. O crime, segundo a mulher, teria acontecido no dia 27 de dezembro e o acusado seria um técnico de raio-x.

De acordo com o site Edição de Notícias, a dona de casa relatou ter sido internada no hospital com pneumonia e horas depois o funcionário a teria levado para a sala de raio-x, para exame do tórax, quando, de acordo com a mulher, o homem fechou a porta e disse para ela tirar a roupa e vestir a do hospital. Ela teria pedido para o funcionário sair da sala para ela se trocar e ele teria dito que não sairia e a ajudaria a tirar a roupa.

A dona de casa conta ainda que o técnico tirou sua blusa, realizou o exame e depois disse que tiraria seu short, quando teria puxado a parte de baixo da roupa dela, tocando em suas partes íntimas. A mulher relata ainda que durante todo o tempo o funcionário teria assediado com comentários e que conseguiu impedir que ele retirasse o restante de suas roupas.

Após voltar ao quarto, a mulher contou o fato à filha, uma jovem de 20 anos, que procurou a assistente social do hospital e em seguida, denunciou o caso à polícia.

A mulher recebeu alta do hospital ontem (5) e prestou depoimento da DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher). Segundo a delegada Silvia Elaine Girardi dos Santos, o caso é investigado e corre como segredo de Justiça.

Já de acordo com o secretário de Saúde Rogério Souto, que também responde pela direção do Hospital Regional, o caso foi enviado para o setor jurídico e processo administrativo será instaurado.

A reportagem do Campo Grande News também tentou contato com a administração do hospital, mas as ligações não foram atendidas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário