ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  24    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Mulher é presa sob suspeita de tentar esganar filha e matar filhote de pitbull

A suspeita foi presa em flagrante, segundo a polícia civil, e vai responder por pelo menos cinco crimes

Por Viviane Oliveira | 01/12/2020 09:40
Corpo do cão foi encontrado morto dentro de saco de lixo (Foto: divulgação / Polícia Civil) 
Corpo do cão foi encontrado morto dentro de saco de lixo (Foto: divulgação / Polícia Civil)

Mulher de 38 anos,  que não teve o nome divulgado, foi presa sob suspeita de praticar os crimes de lesão corporal dolosa, ameaça, injúria e abandono de incapaz contra a filha de 15 anos, além de matar um cão da raça pitbull, de três meses de idade. O caso aconteceu em Ribas do Rio Pardo, distante 103 quilômetros de Campo Grande.

A vítima, adolescente de 15 anos, foi à delegacia, acompanhada por conselheiras tutelares, relatando que, na noite anterior, estava em sua casa com uma amiga, quando sua mãe chegou ao local e passou a dizer palavras de baixo calão.

Segundo a Polícia Civil, A suspeita, que havia passado o dia consumindo bebida alcoólica começou a agredir a filha com tapas, puxões de cabelo e tentou esganá-la com as mãos. Essas agressões resultaram marcas visíveis nos braços, boca e pescoço da vítima, a qual foi submetida a exame de corpo de delito.

Cachorro de estimação foi morto e teve o corpo joagado em terreno baldio (Foto: divulgação/Polícia Civil)
Cachorro de estimação foi morto e teve o corpo joagado em terreno baldio (Foto: divulgação/Polícia Civil)

A suspeita ainda atirou um objeto de vidro no cachorro de estimação da vítima, que não resistiu ao ferimento e morreu. O corpo do cachorro foi jogado em terreno baldio por um membro da família. Após as agressões, a menina foi expulsa de casa e ficou sem local para permanecer em segurança.

Assim que foram acionados, a Polícia Civil e um sargento da Polícia Militar fizeram buscas e conseguiram prender em flagrante a suspeita na tarde de ontem (30), no Bairro Parque Estoril. O cão assassinado foi encontrado na estrada do Mimoso, dentro de um saco preto de lixo.

A suspeita foi a primeira pessoa em Ribas do Rio Pardo a receber voz de prisão pelo crime de maus-tratos a animais após a entrada em vigor da Lei nº 14.064/2020, que concedeu tratamento mais severo, com pena de prisão, a todos aqueles que maltratar animais domésticos, como cães e gatos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário