A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/09/2016 10:15

Mulher morta na madrugada deixou conselho para atuar na campanha

Helio de Freitas, de Dourados
Peritos no local onde Vanessa foi morta com tiro na nuca (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Peritos no local onde Vanessa foi morta com tiro na nuca (Foto: Sidney Bronka/94 FM)

Vanessa Costa Morito, 33, assassinada na madrugada de hoje (3) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, trabalhava no Conselho Municipal de Saúde, mas tinha se afastado do órgão há 30 dias para trabalhar na campanha eleitoral. Ela era uma das coordenadoras da campanha do ex-deputado federal e candidato a vereador Marçal Filho (PSDB).

De acordo com a presidente do conselho, Berenice Machado, Vanessa atuava na parte burocrática. “Vamos esperar a investigação”, limitou-se a dizer Berenice ao Campo Grande News, nesta manhã.

De acordo com o secretário de Saúde Sebastião Nogueira, Vanessa era membro do Conselho Gestor da Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados) como representante do Conselho de Saúde. Ela foi substituída há cerca de 30 dias, quando deixou o conselho. “Participava ativamente das questões do conselho. Era lutadora”, afirmou o secretário.

Vanessa estava separada e estava morando no Jardim Monte Líbano, região leste da cidade. Ela foi morta quando seguia para sua casa, no cruzamento das ruas Dom João VI e João Paulo Garcete. Ela parou a moto no meio da rua para conversar com uma pessoa ainda não identificada.

Moradores ouviram a discussão e a outra pessoa ainda não identificada teria dito para Vanessa: “vai embora!”. Neste momento, ela ligou a moto e saiu, mas foi atingida com um tiro na nuca e morreu no local.

A polícia descarta a possibilidade de roubo seguido de morte, já que a bolsa de Vanessa estava no local com celular e dinheiro. Os pertences dela foram recolhidos para perícia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions