ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Na véspera de lockdown, festa de médico bomba em condomínio de luxo de Dourados

Segundo relato, evento ficou lotado na cidade que já está em bandeira cinza desde quinta-feira passada

Por Guilherme Correia e Helio de Freitas, de Dourados | 30/05/2021 15:40

No dia anterior à vigência do lockdown em Dourados, município distante 233 quilômetros de Campo Grande, festa reuniu pessoas em casa do condomínio Porto Madero, um dos residenciais de luxo do município. Conforme apurou a reportagem, o evento acontecia na residência de um médico, por volta das 19h30, e se estendeu durante a noite inteira.

O evento ocorreu mesmo com a cidade em bandeira cinza, de grau máximo para risco da covid, e um dia antes de entrar em vigor o decreto, que vale de hoje (30) até 12 de junho, e foi feito para reduzir mobilidade urbana e diminuir internações em hospitais, que estão superlotados. Segundo boletim epidemiológico estadual, a macrorregião de saúde tem índice de 106% de ocupação de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Ainda assim, no sábado (29), mesmo que essa restrição não estivesse em prática, havia outras normas como o toque de recolher marcado para às 20h bem como proibição de realização de aglomerações - seguindo diretrizes estaduais elencadas pelo Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia).

Ao Campo Grande News, a presidente da associação de moradores confirmou que houve o evento, já que denúncia foi encaminhada à portaria por volta das 19h30. Segundo ela, funcionários do foram até o local orientar e, após isso, o condomínio alega que não foram recebidas novas reclamações.

A reportagem também procurou a Guarda Municipal para saber se foram feitas denúncias ao órgão, mas não foi respondida até a publicação desta matéria.

Segundo dados municipais, Dourados registrou 10 mortes por covid nas últimas 24 horas, das quais sete eram de pacientes que moravam no município - as demais eram pessoas de fora da cidade. Contabilizando os óbitos notificados no município, são quase 800 vítimas de coronavírus desde o início da pandemia.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário