A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/07/2016 09:15

Nem tornozeleira eletrônica impede homem de traficar maconha em MS

Em liberdade assistida após ser preso por tráfico de drogas no PR, jovem foi preso em Amambai com dois comparsas, com 280 quilos de maconha em um Ford Focus

Helio de Freitas, de Dourados
Renato (à esquerda) foi preso com dois companheiros do tráfico (Foto: Divulgação)Renato (à esquerda) foi preso com dois companheiros do tráfico (Foto: Divulgação)
Tornozeleira foi instalada em Umuarama (Foto: Divulgação)Tornozeleira foi instalada em Umuarama (Foto: Divulgação)

Nem mesmo a tornozeleira eletrônica afixada na perna esquerda impediu Renato Moreira Araújo, 22, foi suficiente para manter longe do crime o morador de Itaquiraí, cidade a 410 km de Campo Grande. Ele foi preso ontem pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) por envolvimento com o tráfico de drogas, mesmo crime pelo qual tinha sido condenado.

De acordo com o DOF, Renato cumpria pena em liberdade assistida após ser condenado em Umuarama (PR). Assim como os réus da Operação Lava Jato, ele ganhou liberdade, mas recebeu a tornozeleira eletrônica, que monitora todos os passos do preso.

Nesta quarta-feira, Renato foi preso pelo DOF na MS-289, que liga Coronel Sapucaia a Amambai, na fronteira com o Paraguai. Junto com ele foram presos Janiel Bruno Lázaro, 23, e Rodrigo Reis Nascimento, 21, também moradores em Itaquiraí.

De acordo com o DOF, uma equipe fazia patrulhamento na estrada quando abordou um Fiat Palio preto, com placa de Campinas (SP), conduzido por Renato e que tinha Rodrigo como passageiro.

Os dois confessaram que estavam fazendo serviço de batedores para uma carga de maconha que seguia em um Ford Focus. O carro com a droga estava em uma estrada vicinal e o condutor aguardava apoio dos batedores, pois o veículo apresentou problemas mecânicos.

Os policiais foram até o local e encontraram carro, conduzido por Janiel Lázaro. Dentro do Focus foram localizados 289 tabletes de maconha que totalizaram 262 quilos da droga.

Segundo os policiais que fizeram a prisão da quadrilha, a logística contava com rádios comunicadores e celulares, usados para alertar sobre a presença da polícia na MS-289.

Os três acusados contaram terem sido contratados por um desconhecido em Coronel Sapucaia e receberiam R$ 1.000 cada um para levar a carga até Itaquiraí. O Palio tinha sido roubado em Ribeirão Preto (SP) no dia 12 de abril deste ano.

Eles foram autuados em flagrante delegacia de Amambai por tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação.

Ação pede a transferência de presos detidos na delegacia de Bonito
O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com ação civil pública pedindo à Justiça que determine a transferência imediata de todos os presos prov...
Sicredi faz doação para reformas de quartos no Lar do Idoso de Dourados
A agência Integração do Sicredi de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - fez a doação de recursos para a reforma de 14 quartos no L...
UFMS oferece 16 vagas para professor de nível superior em Três Lagoas
Será aberto no próximo dia 1º de janeiro pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) as inscrições para preencher 16 vagas para professore...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions