ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  21    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Novo coronavírus já matou 90 pessoas em hospitais de Dourados

Foram 63 óbitos de moradores da cidade e 27 de residentes em outras localidades

Por Helio de Freitas, de Dourados | 11/08/2020 11:26
Hospital da Vida, em Dourados, que atende moradores de 33 cidades (Foto: Arquivo)
Hospital da Vida, em Dourados, que atende moradores de 33 cidades (Foto: Arquivo)

Em cinco meses de pandemia, o novo coronavírus já matou 90 pessoas em hospitais de Dourados, a 233 km de Campo Grande. Foram 63 moradores da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul e 27 residentes em cidades da macrorregião, formada por 33 municípios. As duas mais recentes ocorreram entre a noite de ontem e a madrugada de hoje.

Dourados tem agora 64 óbitos, segundo o Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19. A primeira morte, no entanto, não ocorreu na cidade. Foi o caminhoneiro douradense que morreu em Tocantins, no final de março. Por protocolo do Ministério da Saúde, a morte entra na conta da cidade de origem.

A 64ª vítima do coronavírus em Dourados foi uma mulher de 83 anos, moradora no Jardim Santo André. Com comorbidades, ela apresentou os sintomas no dia 29 de julho. Teve melhora, mas voltou a ser internada no dia 7 e morreu na madrugada de hoje.

Apesar de as mortes continuarem no mesmo ritmo de julho, com nove óbitos nos dez primeiros dias de agosto, o avanço da doença mantém a desaceleração das últimas semanas.

Epicentro da covid-19 em junho, Dourados chegou hoje (11) a 4.635 casos positivos, 17 novos em relação a ontem e 144 exames descartados nas últimas 24 horas.

Conforme o comitê local, 4.149 pessoas infectadas já estão recuperadas, 403 cumprem isolamento domiciliar e 19 estão internadas, sendo 12 em leitos de enfermaria e 7 na terapia intensiva.

Outros 17 pacientes com coronavírus, moradores da região, estão internados em Dourados, sendo 12 em UTI e cinco em enfermaria.

Descontados os pacientes recuperados e os óbitos, Dourados tem atualmente 422 casos ativos, entre pessoas internadas e cumprindo isolamento domiciliar.