ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Padrasto abusou de três "filhas" de 12, 14 e 16 anos em Sidrolândia

Por Bruno Chaves | 03/12/2013 17:20

Informações do boletim de ocorrências registrado às 17h da segunda-feira (2) na Delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, apontam que o homem que abusava sexualmente das meninas de 12, 14 e 16 anos era padrasto e não pai das menores. Ele tem 48 anos.

Anteriormente, o Campo Grande News havia informado que apenas duas meninas, de 14 e 16 anos, sofriam abusos. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil, a mãe das adolescentes procurou a delegacia depois de perceber que as menores eram estupradas pelo marido.

No histórico do registro, a mulher menciona a palavra "pai" para se referir ao abusador. Ela contou ao escrivão da Polícia Civil uma cena em que o marido abraçava, de forma estranha, a mais velha das garotas. Questionado, ele teria dito que foi motivado porque a jovem usava minissaias.

Padrasto – Nos documentos de identidades das vítimas o nome de outro homem aparece como pai. A identificação é diferente da citada pela testemunha. As três meninas são filhas do mesmo homem, que não é o denunciado pela mãe.

Pelo fato de o registro policial ter sido registrado sucintamente, não é possível saber a quanto tempo o padrasto convivia com as menores, informa a assessoria de imprensa. O caso foi registrado como estupro de vulnerável.

Nos siga no Google Notícias