ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Pai e filho envolvidos em estupro coletivo são encaminhados para a PED

Um adolescente envolvido no caso também já foi encaminhando para um Unei e um 4ª acusado está na delegacia de Dourados

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 08/05/2020 21:09
Penitênciária para onde pai e filho foram levados. (Foto: Helio de Freitas) 
Penitênciária para onde pai e filho foram levados. (Foto: Helio de Freitas)

Os dois homens de 72 e 43 anos que foram presos nesta quinta-feira (08) acusados de participação em um estupro coletivo em Dourados já estão na PED (Penitenciária Estadual de Dourados). Eles são respectivamente pai e filho, conforme apurado pela reportagem.

O idoso foi autuado em flagrante por fornecer bebida a menor enquanto o filho vai responder judicialmente por fornecer bebida alcoólica, estupro de vulnerável e por estupro coletivo.  Outros dois jovens, de 16 e 26 anos, acusados de envolvimento no caso também foram autuados por estupro de vulnerável e estupro coletivo.

O adolescente já foi encaminhado para uma Unei (Unidade de Internação Educacional) enquanto o outro suspeito ainda está na 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Dourados.

O caso – Os quarteto é acusado de abusar sexualmente de duas meninas de apenas 9 e 12 anos. O crime foi descoberto após policiais militares receberem denúncia no início da noite de ontem (07) sobre suposto estupro coletivo que teria acontecido em uma casa localizada na sitioca Síria Rasselen, perto do Trevo da Bandeira, saída para Ponta Porã.

Os cinco homens que estavam na casa foram detidos e levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), no entanto, um jovem de 21 anos acabou sendo liberado porque não participou dos crimes. Na residência as meninas sofreram abuso sexual.

A de 12 anos consumiu muito álcool e foi encontrada embriagada. A de 9 anos contou à família que apenas fingia que bebia. Todos negaram o estupro, mas confirmaram que consumiram bebida alcoólica com as meninas. Outros dois que também estavam na festa não foram localizados, mas já estão identificados e são procurados pela polícia.