ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Para ministro, cobertura de esgoto em Dourados é “sonho” para todo País

Com R$ 47,3 milhões, Sanesul quer elevar a 85% a cobertura de esgoto na cidade

Por Helio de Freitas, de Dourados | 01/03/2021 09:23
Reinaldo na inauguração de estação de tratamento de esgoto em Dourados, em outubro do ano passado (Foto: Helio de Freitas)
Reinaldo na inauguração de estação de tratamento de esgoto em Dourados, em outubro do ano passado (Foto: Helio de Freitas)

A expansão da coleta e tratamento de esgoto em Dourados (a 233 km de Campo Grande) virou modelo a ser seguido pelo Governo Federal em todo o País. O Ministério de Desenvolvimento Regional usou o projeto em andamento na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul como bom exemplo em propaganda oficial sobre os investimentos da pasta.

O ministro Rogério Marinho disse que o projeto executado pelo Governo de Mato Grosso do Sul por meio da Sanesul é “sonho” que pretende levar para todos os estados brasileiros. A concessionária trabalha para ampliar a 85% da população o acesso à rede de esgoto.

No vídeo institucional, gravado por equipe do ministério em Dourados, Rogério Marinho afirmou que seu sonho é tornar realidade esse tipo de investimento em âmbito nacional.

“O que está acontecendo em Dourados, Mato Grosso do Sul, é um sonho que eu quero e que nós trabalhamos para todo o Brasil. O tratamento que vai permitir a melhoria da qualidade de vida para seus habitantes, que vai diminuir a pressão sobre o sistema de saúde pública. É Dourados que mostra ao Brasil como nós queremos que o Brasil se torne ao longo dos próximos dez anos. Esse é um compromisso desse Governo com o país”, declarou Marinho.

O presidente Jair Bolsonaro também aparece na peça publicitária se comprometendo a trabalhar para tornar realidade à questão do saneamento básico no país. “Não mediremos esforços para atingir e atender os objetivos de todos”, promete.

Equipe de ministério grava entrevista com gerente da Sanesul em Dourados (Foto: Divulgação)
Equipe de ministério grava entrevista com gerente da Sanesul em Dourados (Foto: Divulgação)

Segundo a Sanesul, os investimos federais nas obras de saneamento básico em Dourados somam R$ 47,3 milhões. “Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, nossa  meta é ser o primeiro Estado do Brasil a universalizar o saneamento básico, já nos próximos anos”, afirma o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior.

Para o Gerente regional da empresa em Dourados, Madson Valente, mais de 15 mil famílias serão atendidas com a rede coletora de esgoto na cidade. “É uma razão também para nós de muito orgulho que 100% de esgoto coletado ele é 100% tratado”, afirmou.

A engenheira e fiscal de obras da Sanesul Aline Andrade disse que a cidade tem se desenvolvido bastante e aumentado o consumo. “A gente está interligando todos nossos sistemas. Então, caso tenha algum desabastecimento em uma região, há a possibilidade de a gente remanejar água de um setor para outro”, explicou.

Walter Carneiro disse que na atual gestão do Governo do Estado, Dourados foi contemplada com R$ 248,3 milhões em investimento para saneamento básico.

O dinheiro é utilizado na aquisição de materiais, construção das estações de tratamento de esgoto, reforma das estações de tratamento de água, instalação de rede coletora de esgoto, ligações domiciliares de esgoto, construção de coletor sanitário e na ampliação e melhorias do sistema de abastecimento de água tratada.

Atualmente estão em execução R$ 105,2 milhões em obras de água e esgoto. “Para 2021 já temos garantidos outros R$ 33,3 milhões para novas obras. Parte do recurso será destinada na ampliação dos sistemas, principalmente da coleta e tratamento do esgoto doméstico da cidade, que deverá ser universalizada muito em breve”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário