A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

27/09/2019 10:00

Paulistas são presos com “super maconha” escondida em lateral de carro

Os dois homens tentaram enganar policiais falando que trabalhavam como campeiros em fazenda da fronteira

Helio de Freitas, de Dourados
Os dois homens presos hoje de manhã com skunk, a chamada “super maconha” (Foto: Direto das Ruas)Os dois homens presos hoje de manhã com skunk, a chamada “super maconha” (Foto: Direto das Ruas)

Fábio Barbosa, 26, e Wellington Fernando Turíbio dos Santos, 24, ambos moradores em Flórida Paulista (SP), foram presos por tráfico na manhã desta sexta-feira (27) na BR-463, entre Ponta Porã e Dourados. Policiais rodoviários federais encontraram no carro ocupado por eles seis quilos de skunk, a “super maconha”.

Apesar de a quantidade ser considerada pequena, o skunk é bem mais caro que a maconha comum e um pequeno pacote embalado a vácuo é vendido até por R$ 2 mil aos usuários.

Produzida em laboratório, a “super maconha” tem mais THC (tetrahidrocanabinol) do que outras variações da cannabis, principal ingrediente psicoativo da maconha. Possui risco de psicose cinco vezes maior que a erva comum, segundo especialistas.

Quando os policiais rodoviários federais pararam o Fiat Uno conduzido por Fábio e que Wellington como passageiro, os dois tentaram enganar a equipe afirmando que trabalhavam como campeiros em uma fazenda da fronteira e seguiam para Dourados a passeio. Um deles estava de botinas e usava chapéu. Entretanto, não souberam informar o nome da fazenda, nem o nome do patrão.

Acostumados a apreender drogas todos os dias naquela rodovia, os policiais desconfiaram da história e durante vistoria encontraram sete pacotes de skunk na porta dianteira e na lateral traseira do carro.

Inicialmente os dois negaram saber da existência da droga no carro, mas Fábio alegou ser usuário de maconha e que a droga seria para consumo próprio. Com ele os policiais encontraram roteiro manuscrito com a relação das cidades que deveriam percorrer até chegar a Ponta Porã. Os dois foram levados para a Polícia Federal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions